Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Antes santificai a Cristo, como Senhor, nos vossos corações; e estai sempre preparados para responder, com mansidão e temor, a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós. 1 Pedro 3:15

Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal

Habacuque 1:13

rodrigues.jpg

 

Este artigo pode ser um complemento aos artigos A origem da mentira e do mal Porque Deus predestinou toda esta história?até porque, creio que esta questão pode ser abordada de forma ainda mais profunda.

 

Bem, Deus é o único ser eterno e que reúne uma série de características que mais ninguém pode ter, como a omnipotência, a omnipresença e a omnisciência.

 

Deus é o criador do universo, e de tudo o que existe para além dele - por sua livre vontade. Logo, quem dita as regras daquilo que é certo ou errado é ele mesmo - e independentemente da nossa opinião, o "bem" será sempre ditado por Deus através da sua natureza santa, justa e recta.

 

Quando Deus criou os anjos (mesmo antes da criação do homem), o "mal" já existia? Creio que sim. Porque a partir do momento em que Deus cria os primeiros seres morais, o "mal" já existia de forma intrínseca, mesmo que fosse apenas por principio (mesmo quando nenhum anjo se tinha rebelado contra Deus).

 

Tudo o que foge à natureza de Deus é o "mal"- enquanto que agir em conformidade com a sua vontade é o "bem", que devemos sempre praticar.

 

Para Deus, seria fácil não colocar nenhuma árvore do conhecimento do "bem e do mal" no meio do jardim? Talvez não. Porque, como conceito, o "mal" não estaria resolvido. O "mal" podia não existir na prática, mas na mente de Deus existiria sempre como conceito, e isso só por si, talvez já fosse uma questão a ser resolvida. Afinal, teoricamente, essa poderia ser uma realidade.

 

Ao dar uma única regra a Adão e Eva, estes, já conheciam o "mal" como conceito, porque Deus ditou também as consequências de uma eventual desobediência. Embora nos desígnios de Deus uma desobediência certa porque foi predestinada com um propósito que estamos aqui a analisar.

 

Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.

Romanos 11:32

 

Assim, quando o homem pecou, este, colheu os amargos frutos de tal decisão, dando legitimidade para que o "mal" fosse um dia mais tarde definitivamente irradiado da presença de Deus tanto em prática como em simples conceito.

 

Indo agora um pouco de encontro ao título do artigo, penso que antes da criação o "mal" não existia, porque só havia Deus, logo, não havia forma de haver oposição às suas características morais.

 

Agora, a partir do momento em que Deus cria seres livres e morais, para que haja ordem na criação, Deus, que é a nossa referência, tem que naturalmente impor regras morais que venham de encontro à sua própria natureza, para que haja ordem na sua criação. Ora, se Deus é o criador, por uma questão de legitimidade lógica e para que haja ordem na sua própria criação, as suas criaturas devem estar sempre subjugadas a ele mesmo. 

 

Se as suas criaturas não estiverem subjugadas ao seu criador, naturalmente que dentro da criação irá haver dor e sofrimento, pois a criatura torna-se como um avião que no meio do percurso perdeu o seu piloto. O resultado, claro, é a "queda".

 

Voltando mais atrás, se o "mal" já existia de forma intrínseca, até mesmo antes das suas criaturas pecarem, será que para Deus, que é tão recto, tão puro, tão santo e tão justo; não teria assim que banir o simples conceito de "mal" de forma definitiva? Não estará aqui o grande segredo pelo qual Deus, permitiu e decretou uma história em que haveria a queda dos anjos (nomeadamente do seu grande líder Satanás), a queda do homem e a consequente condenação eterna no lago de fogo e enxofre?

 

E o que é facto, é que a Bíblia não nega que houve vasos criados para honra e para desonra:

 

Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?
Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?
E que direis se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição;
Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou,
Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?

Romanos 9:20-24

 

O calvinismo é algo que para mim faz cada vez mais sentido, porque cada vez mais me convenço que o pecado teria que se manifestar para que posteriormente fosse punido e nunca mais pudesse haver hipótese deste se manifestar tanto na prática, como em conceito.

 

Daí, o lago de fogo e enxofre ser uma condenação eterna. A condenação, ao ser eterna, faz com que o simples conceito de "mal" não possa sequer em ser pensado, porque o "mal" não só foi punido na cruz (neste caso para os salvos antes da fundação do mundo), como estará a ser punido eternamente num local à parte a que chamamos de Inferno.

 

Creio assim, que a manifestação prática do "mal" e da consequente condenação eterna, teria que ser uma inevitabilidade, para que na eternidade, o "mal" até como simples conceito, não possa mais ser possível.

 

Concluí-se assim, que a predestinação na queda, na eleição ou na condenação não foi um mero capricho de Deus. Foi uma inevitabilidade que lá no céu fará para nós todo o sentido.

 

Nós que, no meio de uma humanidade em trevas, fomos resgatados ainda antes da fundação do mundo pelo sacrifício de Cristo na cruz. Nós, os salvos por Cristo, passamos para o lado do "bem", porque o próprio filho de Deus foi quem mais sofreu no meio de toda esta predestinação - e é fundamental nunca esquecer isto.

 

Na cruz, Cristo venceu o "mal" definitivamente, dando-nos condições para sermos recebidos como filhos pródigos. Mas, esta, é uma vertente mais amorosa entre criador e criatura abordada no artigo Porque Deus predestinou toda esta história?, já que este artigo tem uma vertente mais virada para o lado filosófico do "bem" e do "mal".

 

 

E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.

Apocalipse 21:4

Autoria e outros dados (tags, etc)

romanos_capitulo_11_versiculo_33.jpg

 

Porque Deus criou o Diabo? Porque Deus predestinou a queda do homem? Porque Jesus veio ao mundo para morrer numa cruz?

 

Basicamente, porque não fomos directos para a eternidade? Teríamos sido sempre felizes e não haveria a crucificação do filho de Deus nem o inferno na condenação do ímpio.

 

Sabendo que Deus é omnipotente, omnisciente e omnipresente; eu creio que Deus predestinou toda a nossa história colectiva e individual, sem que isso ponha em causa a sua justiça, a responsabilidade do homem e até, a legitimidade da sua ira.

 

É confuso, não é?... Mas sendo Deus omnipotente, para ele não existem mesmo impossíveis, e a nossa fé não deve ser abalada por isso.

 

Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?
Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?
E que direis se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição;
Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou,

Romanos 9:20-23

 

Assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada.
Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.
Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?
Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Romanos 11:31-36

 

Lá está: quem compreendeu a mente do Senhor? Aí é que está...

 

Devemos é ter a noção que cada um de nós é responsável pelos seus actos, mesmo que eles até já tenham sido predestinados. E mais importante, ter sempre a noção que Cristo foi quem mais sofreu precisamente pelos nossos actos.

 

Mas, voltando ao início, porque Deus predestinou a história desta forma?

 

Bem, eu creio que para haver um verdadeiro relacionamento de amor entre Deus e a humanidade, não bastava criar o homem e coloca-lo no paraíso sem dar qualquer regra ou restrição.

 

Porque para haver um verdadeiro relacionamento de amor, deve haver uma história por trás, ou algo que os ligue directamente.

 

A cruz, representa a vitória da vida sobre a morte e o elo de ligação entre Deus e os homens, pois como já disse, no fim de contas, foi Cristo quem mais sofreu para que houvesse uma verdadeira e genuína "ponte" entre Deus e os homens. Sendo assim, a cruz teria que ter sido mesmo uma inevitabilidade no plano de Deus.

 

E disse: Um certo homem tinha dois filhos;
E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.
E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.
E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.
E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos.
E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.
E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome!
Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti;
Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros.
E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.
E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.
Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés;
E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos;
Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.
E o seu filho mais velho estava no campo; e quando veio, e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças.
E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.
E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo.
Mas ele se indignou, e não queria entrar.
E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos;
Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;
Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se.

Lucas 15:11-32

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo,
Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas.

 

Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,
Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.

Filipenses 3:18-21

 

Catalunha.jpg

 

     

Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus.
Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.
Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela.
Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal.
Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.
Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo.
Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.

Romanos 13:1-7

 

Como diz o apóstolo Pedro, o cristão é um "forasteiro" neste mundo.

 

Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma;
Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem.
Sujeitai-vos, pois, a toda a ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior;
Quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores, e para louvor dos que fazem o bem.
Porque assim é a vontade de Deus, que, fazendo bem, tapeis a boca à ignorância dos homens insensatos;
Como livres, e não tendo a liberdade por cobertura da malícia, mas como servos de Deus.
Honrai a todos. Amai a fraternidade. Temei a Deus. Honrai ao rei.
Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos senhores, não somente aos bons e humanos, mas também aos maus.
Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente.
Porque, que glória será essa, se, pecando, sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis, isso é agradável a Deus.
Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas.
O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.
O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente;
Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.
Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas.

1 Pedro 2:11-25

 

Por muitas coisas que não possamos perceber, o Cristão tem a garantia de sair deste mundo, e que tudo isto é passageiro. Tudo o que acontece no mundo não é do acaso, e até as coisas mais sinistras têm o aval de Deus, até porque, a história, tem que seguir o seu curso normal e natural até ao apocalipse. Ou seja, o "mal" tem que se revelar, e o cristão, até por sê-lo, está naturalmente sujeito a sofrer com esse mesmo "mal".

 

Mas Cristo foi muito claro para os seus apóstolos antes de ser entregue:

 

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

João:16:33

Autoria e outros dados (tags, etc)

E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote.

E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns deste Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.

E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu.

E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?

E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.

E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer.

E os homens, que iam com ele, pararam espantados, ouvindo a voz, mas não vendo ninguém.

E Saulo levantou-se da terra, e, abrindo os olhos, não via a ninguém. E, guiando-o pela mão, o conduziram a Damasco.

E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.

E havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias; e disse-lhe o Senhor em visão: Ananias! E ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor.

E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando;

E numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias, e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver.

E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém;

E aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome.

Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel.

E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome.

E Ananias foi, e entrou na casa e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo.

E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado.

E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco.

E logo nas sinagogas pregava a Cristo, que este é o Filho de Deus.

E todos os que o ouviam estavam atônitos, e diziam: Não é este o que em Jerusalém perseguia os que invocavam este nome, e para isso veio aqui, para os levar presos aos principais dos sacerdotes?

Actos 9:1-21

paulo.jpg

Saulo, era um judeu, arrogante, de coração duro, que atacava ferozmente o cristianismo - que ia contra as suas convicções judaizantes.

 

A caminho de Damasco, na expectativa de encontrar cristãos, Paulo cai do cavalo e fica cego pelo poder de Deus, e Jesus lhe ordena exactamente tudo o que tem a fazer. E assim foi.

 

A Ananias, Jesus diz que Paulo foi um vaso escolhido para levar o evangelho a todo o mundo.

 

O termo "vaso", é utilizado em Romanos capítulo 9, em que Deus nos transmite que ele por ser quem é, tem total liberdade para escolher vasos para honra e vasos para desonra, sem que seja posta em causa a sua justiça e soberania.

 

Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú.

Que diremos pois? que há injustiça da parte de Deus? De maneira nenhuma.

Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia.

Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece.

Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra.

Logo, pois, compadece-se de quem quer, e endurece a quem quer.

Dir-me-ás então: Por que se queixa ele ainda? Porquanto, quem tem resistido à sua vontade?

Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?

Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?

E que direis se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição;

Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou,

Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?

Romanos 9:13-24

 

 

Os vasos que foram escolhidos para serem desonrosos, irão para o lago de fogo com um sentimento de culpa.

Assim como Deus deu a Paulo um sentimento de culpa nesta vida terrena, que o levou a converter-se:

 

 

Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo):

Que tenho grande tristeza e contínua dor no meu coração.

Porque eu mesmo poderia desejar ser anátema de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne;

Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas;

Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.

Não que a palavra de Deus haja faltado, porque nem todos os que são de Israel são israelitas;

Nem por serem descendência de Abraão são todos filhos; mas: Em Isaque será chamada a tua descendência.

Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência.

Romanos 9:1-9

 

Portanto, Paulo, afirma que a palavra de Deus nunca lhe faltou, pois ele era um homem poderoso em Israel, e já deveria conhecer a "palavra" como poucos (o antigo testamento), mas que só estava no lado de Deus porque a Deus assim o aprove, e sem a obra do Espírito Santo (Ananias disse-lhe que ele seria cheio de Espírito Santo) este continuaria na velha natureza pecaminosa. Aqui, ele confessa nas entrelinhas que continuaria como incrédulo que era, a perseguir algo que não era do seu mundo, sentido tristeza pelo seu passado. Mas se sentia tristeza, é porque ao mesmo tempo, este estava feliz por lhe ter sido revelado o verdadeiro caminho, a verdade e a vida - que é Cristo.

 

Ele ia na "direcção oposta" no caminho para Damasco, e Cristo, ao invés de lhe perguntar se ele queria ser salvo, fez com que este caísse do cavalo e ficasse cego, e assim, se rendesse a Deus e a Cristo.

 

Por vezes, também é assim com o incrédulo. "Caímos" a meio do nosso trajecto e ficamos sem força e abatidos, mas Cristo nos levanta pelo poder do Espírito Santo para um novo trajecto e uma nova forma de encarar a vida - o verdadeiro caminho, e a verdade e a vida - que é Cristo.

 

Vejamos o cego de nascença que está em João capítulo 9:

 

E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.

E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?

Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.

Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.

Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.

Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego.

E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.

Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?

Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu.

Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos?

Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. Então fui, e lavei-me, e vi.

Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Respondeu: Não sei.

Levaram, pois, aos fariseus o que dantes era cego.

E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.

Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me, e vejo.

Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.

Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu, que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta.

Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego, e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via.

E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora?

Seus pais lhes responderam, e disseram: Sabemos que este é o nosso filho, e que nasceu cego;

Mas como agora vê, não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos, não sabemos. Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo; e ele falará por si mesmo.

Seus pais disseram isto, porque temiam os judeus. Porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga.

Por isso é que seus pais disseram: Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo.

Chamaram, pois, pela segunda vez o homem que tinha sido cego, e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador.

Respondeu ele pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo.

João 9:1-25

 

Se Paulo esteve três dias literalmente cego, também é certo que este, antes da sua conversão, era espiritualmente cego. Paulo não pediu a Deus para ser curado da sua cegueira espiritual, nem Jesus lhe perguntou se este queria ser curado (salvo). Aliás, nem fazia sentido Jesus lhe perguntar isso, pois Paulo como cego que era, continuaria precisamente na sua cegueira indo pelo caminho errado.

 

Jesus curou-o, simplesmente. E quem é curado, já não pode voltar atrás.

 

Fica definitivamente curado. Definitivamente salvo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Disse o néscio no seu coração: Não há Deus.

Salmos 14:1

 

1.jpg

 

Antes de conhecer o evangelho, de vez em quando, dava-me para pensar:

 

"Como todas as coisas surgiram? Tudo surgiu do nada? E como do nada pode surgir alguma coisa? Mesmo que tenha sido fruto de uma explosão cósmica, toda aquela massa nasceu do nada?"

 

Então voltava atrás:

 

"Mas como pode alguma coisa nascer do nada, porra!"

 

Então ficava óbvio para mim que o big-bang nem era uma teoria que apresentava algo definitivo. Era uma teoria, simplesmente, e nem apresentava algo definitivamente concreto, como já disse.

 

Por isso, intimamente, nunca consegui negar a existência de Deus.

 

Há uns tempos, encontrei um artigo sobre este "dilema", que, creio, também já foi o seu, pelo menos num momento da sua vida.

 

Um artigo extenso, mas que, racionalmente, apresenta, ao contrário da teoria do big-bang, uma definitiva conclusão:

 

Será que o Nada alguma vez existiu?

 

Ao contrário do que julgam os "néscios", a Bíblia, apresenta algo concreto sobre a vida e sobre a sua origem, ao invés da teoria da evolução. Afinal, é isso mesmo - uma teoria.

 

Deus é espírito invisível e não está sujeito às limitações de espaço e tempo. Foi ele quem criou o espaço e o tempo para pôr em prática o seu plano para a humanidade - que foi criada à sua imagem e semelhança.

 

Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, mesmo de eternidade a eternidade, tu és Deus.

Salmos 90:2

 

 

Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.

Apocalipse 1:8

 

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.

Apocalipse 4:11

 

Portanto, pelo que está criado, Deus já se dá a revelar:

 

Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.
Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Romanos 1:18-25

 

Portanto, o facto de existir uma criação, já por si pressupõe um criador, para mais, quando ela é perfeita e as diferentes matérias se conjugam e se compõem. O corpo-humano é a evidencia prática que nós temos para testemunhar a existência de um Deus.

 

Mas um Deus que se deu a revelar nas escrituras sagradas e na pessoa de Jesus Cristo, e que se mostra irado com o pecado do ser-humano - que virou as costas para si, preferindo assim, adorar a criatura ao invés do criador.

 

Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer.
Não há ninguém que entenda;Não há ninguém que busque a Deus.

Romanos 3:10-11

 

O pecado contaminou de tal forma a raça-humana, que mesmo com as evidencias visíveis e práticas de um Deus, o ser-humano por si mesmo nunca irá querer aproximar-se dele. O pecado cegou o ser-humano, e não é do acaso que o salmista utiliza o termo "néscio".

 

E da mesma forma que o homem está espiritualmente-cego, não querendo perceber coisas óbvias, só Deus, pela sua misericórdia, poderá regenerar o seu espírito:

 

"Eu era cego, mas hoje eu vejo".

 

E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.
E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.
Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.
Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego.
E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.
Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?
Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu.
Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos?
Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. Então fui, e lavei-me, e vi.
Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Respondeu: Não sei.
Levaram, pois, aos fariseus o que dantes era cego.
E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.
Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me, e vejo.
Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.
Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu, que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta.
Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego, e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via.
E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora?
Seus pais lhes responderam, e disseram: Sabemos que este é o nosso filho, e que nasceu cego;
Mas como agora vê, não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos, não sabemos. Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo; e ele falará por si mesmo.
Seus pais disseram isto, porque temiam os judeus. Porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga.
Por isso é que seus pais disseram: Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo.
Chamaram, pois, pela segunda vez o homem que tinha sido cego, e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador.
Respondeu ele pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo.

João 9:1-25

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.

João 3:3-7

nascer.jpg

Vou-me basear na minha experiência pessoal.

 

Para ser salvo, não basta levantar a mão depois de se ouvir uma pregação de um pastor. Ser salvo requer um selo permanente em nós depois de crermos em Jesus e tomarmos consciência do pecado.

 

Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa;

Efésios 1:13

 

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.

João 14:16-17

 

O Espírito Santo habitará no crente definitivamente, e será precisamente o Espírito Santo quem interiormente irá convencer a pessoa do juízo e da necessidade de receber Jesus Cristo como seu salvador. O verdadeiro crente poderá interiormente sentir a sua salvação, e exteriormente vai produzir frutos.

 

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.

Salmos 1:1-3

 

Como diz o Salmo 1, o crente vai de forma diária pensar em Deus, e em praticamente tudo o que faz irá sentir o peso do Espírito Santo em si, e o Espírito irá assim dar discernimento ao cristão sobre o que é certo ou errado à luz da palavra de Deus.

 

Claro que existe uma luta entre a velha natureza que ainda não morreu (a carne) e o Espírito que agora habita no crente, e assim, o crente aqui e ali vai cair nos velhos erros do passado. A diferença, é que depois de um determinado pecado ter sido consumado, este irá sentir um peso na consciência.

 

Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Romanos 7:14-25

 

O apóstolo Paulo considerava-se um miserável, e ao mesmo tempo dava graças a Jesus Cristo nosso Senhor!

 

Na verdade, um novo nascimento implica ter a noção do quanto Deus é santo, justo e recto. Portanto, se só em pensamento nós pecamos, como nos poderemos dirigir a este Deus? O mais coerente é termos sempre a noção de que somos mais pecadores do que se possa imaginar, pois quem nos julga não é o homem comum, mas precisamente um Deus que pela sua natureza nunca poderia sobrepor o seu lado amoroso ao seu lado santo, justo e recto. Como Paulo, temos que nos considerar como os piores dos pecadores!

 

Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.

1 Timóteo 1:15

 

Ou seja, a atitude de um crente nunca será do tipo: "o meu pecado nem é assim tão grave".

 

Assim, o crente irá querer sempre resistir às tentações.

 

Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.

Tiago 4:7

 

Mas, caindo em pecado, este se entristecerá, e voltará a querer sentir a alegria da salvação.

 

Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.
Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado.
Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares.
Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.
Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria.
Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve.
Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste.
Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniqüidades.
Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.
Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.
Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.

Salmos 51:1-12

 

No fundo, o crente tomará consciência que fundamentalmente, pecou contra Deus - como diz o salmista.

 

Ora, dentro desta luta interior, num mundo que lhe oferece tantas tentações, o crente o que mais deseja é conhecer a Cristo e habitar com ele, embora, tenha o ânimo de estar aqui ao serviço de Deus.

 

Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.
Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher.
Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.
Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne.

Filipenses 1:21-24

 

E na verdade, o verdadeiro cristão nas adversidades que este mundo impõe, ele não desanimará, mas reforçará a sua esperança e a sua fé, porque só a ele se pode apegar.

 

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Romanos 5:1-5

 

No fundo, "nascer de novo", é começar a encarar o mundo e a vida com uma perspectiva completamente diferente...

 

Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo,
Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas.
Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,
Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.

Filipenses 3:18-21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.
De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.
Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.
Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte.
Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.
Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.
Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado.
E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.
E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte.
Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou.
E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.
Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.
Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Romanos 7:1-25

maxresdefault.jpg

Um lago de fogo eterno para punir os pecadores que não conheceram a Cristo, à primeira vista, sempre nos parece um exagero, mas a lei que Deus entregou ao homem nos faz ver a nossa real condição.

 

À primeira vista quebrar boa parte desses mandamentos logo nos soa a algo mau e imoral. Agora pense num Deus justo e recto ao assistir dentro da sua própria criação o ser-humano que é criado à sua imagem e semelhança, a cometer actos que vão contra a sua própria santa natureza e ainda vendo as suas criaturas pouco ou nada preocupadas com isso!

 

Imagine só por um momento. Não tem que naturalmente haver uma consequência, até para que mais tarde Deus possa repor a ordem nos céus e na terra?

 

A lei foi entregue ao homem para revelar a miséria em que a raça-humana se encontra desde que pecou contra Deus lá no paraíso.

 

A nossa situação diante de Deus é muito pior do que você possa imaginar.

 

Sim, você incluído. Ninguém se escapa.

 

Toda a raça-humana provém do mesmo "tronco".

 

 

Analisemos assim cada um dos mandamentos:

 

1- Se só existe um Deus, então, adorar um outro Deus não tem que significar necessariamente um qualquer Deus mitológico da Roma ou da Grécia Antiga. Pode ser qualquer coisa ocupe o lugar de Deus como a razão de ser da nossa vida. Se para si um clube de futebol, o seu conjugue ou sua carreira profissional ocupam o lugar de Deus como prioridades ou razões de ser da sua vida, você está a ter outros Deuses diante do único e verdadeiro Deus. Quem nunca quebrou este mandamento?

 

2- Adorar estátuas, seja do que for, é adorar algo que tem olhos, mas não vê; tem ouvidos, mas não ouve; tem boca, mas não fala; ou que tem pernas, mas precisa ser carregado às costas de quem adora precisamente essas estátuas. Assim, não estamos a adorar a Deus nem a orar ao único ser que poderá ouvir as nossas necessidades.

 

3- Antes da nossa conversão, de que modo nos referíamos a ele?

 

4- Não abordo este mandamento porque o Sábado tem a ver com o tempo do judaísmo.

 

5- Será que sempre honramos ou obedecemos aos nossos pais, ou a qualquer outra pessoa ou entidade moralmente e estatutariamente acima de nós? Sempre soubemos ser humildes?

 

6- Na prática, você até pode nunca ter matado, mas já odiou outra pessoa? Já alguma vez num momento de raiva e descontrolo tentou ou passou-lhe pela cabeça assassinar? Sabia que Deus não faz distinção de quem mata ou de quem simplesmente odeia e que num momento de descontrolo-emocional pensa em matar? No mandamento seguinte vamos perceber melhor esta questão.

 

7- Na prática, você até pode nunca ter adulterado, mas, nunca olhou e consequentemente se imaginou com a mulher provocante ou com o homem provocante que pode passar por si na rua? Jesus, no capítulo 5 do evangelho de Mateus, refere que o simples facto de olharmos de forma depravada para outra pessoa, no nosso coração, já estamos a cometer adultério. Significa isto que no nosso coração só existe maldade e ruindade, e só as circunstâncias de uma vida com educação ou o facto de estar inserido num ambiente pacífico o podem "segurar". Ou seja, para Deus, tanto vai para o Inferno aquele que mata e adultera; como aqueles que na mente lhes passam essas "ideias". 

 

8- Na prática, você até pode nunca ter assaltado ninguém, mas, mais uma vez, como se comporta a sua mente no dia a dia? Consegue ser sempre intelectualmente sério? Dando um exemplo, você não era daqueles que seria capaz de receber subsidio de desemprego quando ao mesmo tempo faz uns "biscates" por fora sem declarar nada? Percebe onde quero chegar?... Ou seja, uns mais ou outros menos, mas, nenhum de nós se livra de "não ter" uma mente 100% honesta perante os direitos colectivos da sociedade onde estamos inseridos, pensando sempre no "eu" em primeiro lugar.

 

9- Já alguma vez falou mal ou caluniou outra pessoa? Ou seja, sentiu aquela vontade de julgar o outro com um grande sentido moral, quando você próprio tem os seus defeitos? Isso é a soberba do seu coração.

 

10- "Cobiçar" é o que o ser-humano mais faz. Foi pela cobiça que Adão e Eva se deixaram enganar por Satanás lá no paraíso, deixando-nos a todos uma difícil herança. Nós pecamos porque nascemos pecadores, e só a fé em Cristo nos poderá livrar da condenação que a lei de um Deus Santo, justo e recto tem naturalmente que impor até pela sua natureza.

 

 

Já na epístola aos Romanos, Paulo refere uma série de pecados que o ser-humano costuma cometer:

 

Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;

Romanos 1:29-31

 

 

Mas, também pecamos quando não praticamos o bem que no momento deveríamos praticar, como exemplifica Jesus em Mateus capítulo 25:

 

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Mateus 25:31-46

 

 

Por isso...

 

Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo.
E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem.
E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?

Romanos 2:1-3

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

SENHOR Deus da minha salvação, diante de ti tenho clamado de dia e de noite.
Chegue a minha oração perante a tua face, inclina os teus ouvidos ao meu clamor;
Porque a minha alma está cheia de angústia, e a minha vida se aproxima da sepultura.
Estou contado com aqueles que descem ao abismo; estou como homem sem forças,
Livre entre os mortos, como os feridos de morte que jazem na sepultura, dos quais te não lembras mais, e estão cortados da tua mão.
Puseste-me no abismo mais profundo, em trevas e nas profundezas.
Sobre mim pesa o teu furor; tu me afligiste com todas as tuas ondas. (Selá.)
Alongaste de mim os meus conhecidos, puseste-me em extrema abominação para com eles. Estou fechado, e não posso sair.
A minha vista desmaia por causa da aflição. Senhor, tenho clamado a ti todo o dia, tenho estendido para ti as minhas mãos.
Mostrarás, tu, maravilhas aos mortos, ou os mortos se levantarão e te louvarão? (Selá.)
Será anunciada a tua benignidade na sepultura, ou a tua fidelidade na perdição?
Saber-se-ão as tuas maravilhas nas trevas, e a tua justiça na terra do esquecimento?
Eu, porém, Senhor, tenho clamado a ti, e de madrugada te esperará a minha oração.
Senhor, porque rejeitas a minha alma? Por que escondes de mim a tua face?
Estou aflito, e prestes tenho estado a morrer desde a minha mocidade; enquanto sofro os teus terrores, estou perturbado.
A tua ardente indignação sobre mim vai passando; os teus terrores me têm retalhado.
Eles me rodeiam todo o dia como água; eles juntos me sitiam.
Desviaste para longe de mim amigos e companheiros, e os meus conhecidos estão em trevas.

Salmos 88:1-18

Há quase 2 anos Deus me apresentou o seu evangelho através da internet, e eu aceite-o no meu coração. Essa aceitação produziu frutos, e este blog é prova disso - os frutos são evidências de uma salvação.

 

Hoje sinto que Deus foi preparando todo o cenário e todas as circunstâncias da minha vida desde que nasci. Ele é soberano e esteve em todos os pormenores da minha vida. Foi ele quem decretou todas as desilusões e sofrimentos, para dessa forma me mostrar o seu evangelho. Esse salmo com que iniciei este artigo posso dizer que me representa em tudo.

 

Podia levantar o punho para o céu e culpar a Deus num sentido negativo. Mas ele me mostrou o quanto devo ter inimizade às coisas do mundo. Hoje percebo isso.

 

não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.

Tiago 4:4

 

Hoje posso dizer que estou num processo de santificação e de crescimento espiritual - e ainda me falta tanta coisa...

 

Os pensamentos sujos, o cair nos maus vícios do passado, a vaidade própria, etc etc, é algo que nunca será completamente irradiado dos nossos corpos enquanto ele não morrer para posteriormente recebermos um novo corpo glorificado com a impossibilidade de pecar.

 

Sinto-me como o apóstolo Paulo em Romanos 7:

 

Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Romanos 7:14-25

 

Ou seja, existe uma batalha entre a nossa velha natureza (que ainda não morreu) e o nosso novo espírito que nos foi dado pela graça de Deus.

 

Assim como também me revejo no sentimento do apóstolo Paulo em Filipenses 1:

 

Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.

Filipenses 1:21

 

De facto, um cristão genuíno não espera nem tem grandes expectativas de uma vida melhor. O cristão até quer é que ela acabe de uma vez por todas, porque o cristão não suporta mais esta fachada de mundo! É o que eu sinto.

 

Por outro lado, se Deus ainda nos mantém nesta vida, é porque tem um propósito para nós.

 

Se para Paulo o "morrer era ganho", ele também admite o seguinte no versículo seguinte:

 

Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher.
Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.
Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne.

Filipenses 1:22-24

 

No caso do apóstolo Paulo, a sua missão era pregar o evangelho e pastorear os seus irmãos, porque isto iria abençoar outros eleitos de Deus para a salvação. Já no meu e no seu caso, até se pode dar o caso de você sofrer simplesmente para crescer espiritualmente e afastar-se o mais possível das coisas do mundo.

 

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Romanos 5:1-5

 

No meu caso creio que ainda tenho muito que por aqui estar, porque ainda me falta tanta coisa... preciso de aprender a orar (a vergonha dos meus pecados me envergonham perante Deus), de ser baptizado, de pertencer a uma Igreja, etc etc. 

 

Mas se cheguei até aqui por alguma razão foi, e acredito que Deus ainda me vai ensinar muito ao longo desta jornada terrena.

 

Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;

Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,
Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,
Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.
E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
Mas vós não aprendestes assim a Cristo,
Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;
Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;
E vos renoveis no espírito da vossa mente;
E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.
Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.
Não deis lugar ao diabo.
Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.
E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.
Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,
Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

Efésios 4:12-32

 

 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

Mateus 11:28-30

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E disseram-lhe: Onde está Sara, tua mulher? E ele disse: Ei-la aí na tenda.
E disse: Certamente tornarei a ti por este tempo da vida; e eis que Sara tua mulher terá um filho. E Sara escutava à porta da tenda, que estava atrás dele.
E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres.
Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?
E disse o Senhor a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Na verdade darei eu à luz ainda, havendo já envelhecido?
Haveria coisa alguma difícil ao Senhor? Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho.
E Sara negou, dizendo: Não me ri; porquanto temeu. E ele disse: Não digas isso, porque te riste.

Gênesis 18:9-15

não-há-impossiveis-para-Deus.jpg

 

O incrédulo tenta ridicularizar a Bíblia muito pelos milagres que lá são descritos. Mas, no fundo, o que é um milagre? Um milagre é tudo aquilo que acontece e que não tem uma explicação racional na mente humana.

 

O ar que respiramos é um milagre. O sol que nos ilumina e aquece é um milagre. A água que bebemos é outro milagre. Tudo à nossa volta é um milagre, na medida em que o homem fora da Bíblia nunca encontrou uma explicação racional para o surgimento de todas as coisas, e o porquê de todas essas coisas funcionarem como uma máquina muito bem montada.

 

A Bíblia diz que "no princípio era Deus" e que do nada ele fez todas as coisas. O tempo, o espaço, o universo e a matéria que o compõe não são eternos. Deus, numa dimensão fora desse contexto (na eternidade onde só havia Deus), trouxe à existência todas estas coisas que estão à nossa volta.

 

Como ele fez isso? Não sabemos. Para percebermos todo este milagre da criação tínhamos que ser como Deus. Mas, como não o somos, só temos que aceitar esta realidade. Aliás, nós nem podemos perceber como Deus nunca teve um "princípio". Lá está, tínhamos que ser como Deus para também perceber a questão da sua eternidade. Pensar em tudo isto dá voltas à cabeça, não é?...

 

Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?
Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Romanos 11:33-36

 

Mas, podemos aceitar que é assim, e que como seres limitados ao tempo e ao espaço, nunca poderemos compreender Deus e o porquê da sua infinita capacidade.

 

O incrédulo ri-se da multiplicação dos pães. Ri-se da transformação da água em vinho. Ri-se de uma serpente falante. Ri-se de um homem que esteve durante três dias no fundo do mar na barriga de uma baleia. Ri-se do dilúvio. Enfim, ri-se de muitas coisas que são descritas na Bíblia.

 

Um dos factores fundamentais à salvação é acreditar que Jesus Cristo é Deus. Não foi do acaso que o apóstolo João nos dois últimos versículos do seu evangelho realça a infinita capacidade de Jesus em fazer milagres.

 

Este é o discípulo que testifica destas coisas e as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.
Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém.

João 21:24-25

 

Para um Deus que do nada criou todas as coisas, qual é para ele o problema de fazer milagres dentro da sua própria criação?... Não tem problema nenhum!...

 

Sara não percebeu isso e riu-se.

 

E você? Vai ao menos parar para reflectir? É que para Deus não há mesmo impossíveis...

 

Ajuntando-se entretanto muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.
Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido.
Porquanto tudo o que em trevas dissestes, à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete, sobre os telhados será apregoado.
E digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer.
Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.
Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus.
E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.

Lucas 12:1-7

 

“Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus”. (Salmos 90:2)

“Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? O Senhor é o Deus eterno, o criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto; sua sabedoria é insondável”. (Isaías 40:28)

“Assim diz o Senhor, o rei de Israel, o seu redentor, o Senhor dos Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último; além de mim não há Deus”. (Isaías 44:6)

“Mas o Senhor é o Deus verdadeiro; ele é o Deus vivo; o rei eterno”. (Jeremias 10:10)

“Respondeu Jesus:”Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou”! (João 8:58)

“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre”. (Hebreus 13:8)

“Eu sou o Alfa e o Ômega”, diz o Senhor Deus, “o que é, o que era e o que há de vir, o Todo-poderoso”. (Apocalipse 1:8)

“Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim”. (Apocalipse 22:13)

 

“Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus* Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido”. (João 1:18)

“Deus é espírito…” (João 4:24)

“Ao Rei eterno, ao Deus único, imortal e invisível, sejam honra e glória para todo o sempre. Amém”. (1Timóteo 1:17)

“…o bendito e único Soberano, o Rei dos reis e Senhor dos senhores, o único que é imortal e habita em luz inacessível, a quem ninguém viu nem pode ver. A ele sejam honra e poder para sempre. Amém”. (1Timóteo 6:15-16)

 

“Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença?” (Salmos 139:7)

“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas. Ele não é servido por mãos de homens, como se necessitasse de algo, porque ele mesmo dá a todos a vida, o fôlego e as demais coisas. De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-lo, embora não esteja longe de cada um de nós. ‘Pois nele vivemos, nos movemos e existimos’, como disseram alguns dos poetas de vocês: ‘Também somos descendência dele'”. (Atos 17:24-28)

 

“Existe alguma coisa impossível para o Senhor?” (Gênesis 18:14)

“O nosso Deus está nos céus, e pode fazer tudo o que lhe agrada”. (Salmos 115:3)

“Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito permanecerá em pé, e farei tudo o que me agrada”. (Isaías 46:10)

“Jesus olhou para eles e respondeu: ‘Para o homem isso é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis”.(Mateus 19:26)

“Pois nada é impossível para Deus”. (Lucas 1:27)

 

“No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”.
A Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, a glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade”. 
(João 1:1,1:4)

“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da Palavra da vida. A vida se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada”. (1João 1:1-2)

“Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele”. (1Colossenses 1:15-16)

“O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, ele se assentou à direita da Majestade nas alturas…” (Hebreus 1:3)

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus…” (Filipenses 2:5)

 

“…o Pai é maior do que eu”. (João 14:28)

“Eu e o Pai somos um”. (João 10:30)

“…Quem me vê, vê ao Pai…” (João 14:9)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

João 8:44

E o Diabo continua hoje a exercer o seu poder de influência, tentando passar a mensagem que Deus não existe, que Deus é "mau", que o universo é produto do "acaso", ou que o homem "vem" do macaco.

 

Assim, do ponto de vista do ímpio, podemos "comer e beber", que amanhã tudo pode acabar (a morte), porque não existe nenhuma divindade que nos vai julgar. 

 

O pecado não existe. Nem existe nenhuma "referência" que nos diga o que é "certo" ou "errado".

 

Sim, se não existe um criador de todas as coisas, e se tudo surgiu por mero acaso, como pode existir "bem" ou "mal"?

 

Se a nossa vida, assim como tudo o que nos rodeia é produto do "acaso", então a nossa vida também não faz sentido. 

 

E se a nossa vida não faz sentido, se não existe uma "referência", então, afinal, o que é o "bem" e o "mal"?

 

Se Deus não existe, o "bem" e o "mal" não passam de ilusões das nossas cabeças. Afinal, nós somos produto do acaso, e os nossos cérebros não são excepção...

 

Do ponto de vista do evolucionismo, creio que o "bem" e o "mal" resultam da evolução e da necessidade de impor a ordem na desordem. Ou seja, tudo começou "mal", e de forma evolutiva o ser humano vai-se adaptando e criando o "bem". Sinceramente, não acho que faça sentido, pois se o próprio homem é produto do "acaso", e se não existe um criador [a tal "referência"], o que nós podemos chamar de "bem" nunca será algo intrínseco.
 
Para o "bem" ser algo intrínseco, tinha que existir um criador de tudo, pois só ele de facto poderia afirmar o que é o "bem" e o "mal".
 
Mas a Bíblia nos diz que "no princípio era Deus", e que do nada ele fez todas as coisas [leiam este artigo para perceberem melhor esta questão].
 
Deus é a "referência" das nossas vidas.
 
Estar com Deus e seguir os seus mandamentos é o "bem". Virar-lhe as costas e praticar a nossa própria vontade é o "mal".
 
Quando Deus criou o homem e o colocou num jardim, colocou-o sob "teste". Ou seja, lá em génesis, Deus colocou a árvore do conhecimento do "bem e do mal" no meio do jardim, e proibiu Adão e Eva de comerem do fruto daquela árvore. Aquele teste serviria como um "referencial" da humildade e obediência do homem para com o seu Deus. Aliás, Deus disse que no dia em que comessem daquela árvore eles morreriam. Ele ditou as regras.
 
Deus é justo, e procura no homem uma genuína comunhão. Eu posso criar um robô à minha imagem e semelhança, mas nunca sentirei uma comunhão com ele. Assim foi Deus para com o homem.
 
Deus deu ao homem a possibilidade de pensar pela sua própria cabeça e de escolher entre "ele" ou a "mentira". O homem enganado pelo Diabo, escolheu a "mentira".
 
Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?
E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.
E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.
 
Gênesis 3:1-6
 
 
Como disse, a mentira continua a ser propagada pelo Diabo e seus anjos.
 
Mas a raça humana, apesar de ter caído em pecado, foi criado à imagem e semelhança de Deus, e no seu coração ele tem intrinsecamente a noção do que é o "bem" e o "mal".
 
Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei;
Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;
No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.
 
Romanos 2:14-16
 
 
E que dia é esse em que Deus irá julgar os segredos dos homens? Será o dia do juízo final, em que todos aqueles que não forem perdoados dos seus pecados terão que sofrer a pena que o "mal" naturalmente tem que impor.
 
Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.

Apocalipse 20:2

 

E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.

Apocalipse 20:12-15

 

Isto significa que seremos todos condenados? Afinal, a raça humana caiu em pecado e ninguém consegue fazer sempre o "bem".

 

Em condições "normais" sim, seriamos todos condenados. 

 

Mas Deus, pelo seu amor e misericórdia para connosco, entregou o seu filho Jesus Cristo para pagar pelos nossos pecados.

 

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

 

Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.
Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.
Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.
Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força.

1 Coríntios 15:21-24

 

E você, ainda está do lado da mentira [o Diabo], ou já passou para o lado da verdade [Cristo]?

 

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

João 14:6

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.