Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Antes santificai a Cristo, como Senhor, nos vossos corações; e estai sempre preparados para responder, com mansidão e temor, a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós. 1 Pedro 3:15

E, pondo-se a caminho, correu para ele um homem, o qual se ajoelhou diante dele, e lhe perguntou: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus.
Tu sabes os mandamentos: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; não defraudarás alguém; honra a teu pai e a tua mãe.
Ele, porém, respondendo, lhe disse: Mestre, tudo isso guardei desde a minha mocidade.
E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a cruz, e segue-me.
Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste; porque possuía muitas propriedades.
Então Jesus, olhando em redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!
E os discípulos se admiraram destas suas palavras; mas Jesus, tornando a falar, disse-lhes: Filhos, quão difícil é, para os que confiam nas riquezas, entrar no reino de Deus!
É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus.
E eles se admiravam ainda mais, dizendo entre si: Quem poderá, pois, salvar-se?
Jesus, porém, olhando para eles, disse: Para os homens é impossível, mas não para Deus, porque para Deus todas as coisas são possíveis.

Marcos 10:17-27

 

carregaracruz.jpg

Por principio é enigmática, porque a escritura é muito clara que a salvação é somente pela fé em Cristo. Mas essa fé produzirá frutos.

 

De qualquer modo, Jesus não negou ao homem rico que a salvação seria pela fé, porque o termo segue-me significa isso mesmo.

 

O Senhor especifica melhor esta questão no evangelho de Mateus:

 

Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;
Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.

Mateus 16:24-25

 

Recomendo os dois próximos vídeos, em que a questão da conversão e os seus efeitos é abordada. São quase 2 horas de pregação, mas de pura reflexão para verdadeiros cristãos que um dia creram e depositaram a sua esperança em Cristo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.
Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.

João 15:20-21

 

Tenho-vos dito estas coisas para que vos não escandalizeis.
Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus.
E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim.
Mas tenho-vos dito isto, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito. E eu não vos disse isto desde o princípio, porque estava convosco.

João 16:1-4

 

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

João 16:33

 

santa_ceia.gif[1].jpg

Em praticamente toda a parte do mundo se celebra o Natal, independentemente do país, da cultura ou da religião. É uma festa universal. 

 

É fundamentalmente uma festa de família, e não tanto uma celebração cristã. Aliás, Jesus não nos ordenou a celebrar a data do seu nascimento (na verdade não há qualquer indicio da data do seu nascimento), mas ordenou-nos sim, a celebrar a chamada Ceia do Senhor.

 

E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.

Lucas 22:19-20

 

Assim como nos diz que o cristão não sendo um cidadão do mundo, iria ser maltratado pelo ódio que o mundo tem contra ele mesmo!

 

Assim, faz sentido que o Natal seja uma festa universal? Tendo em conta que Jesus não nos ordenou festejar esta data, sim, não deixa de ter sentido, porque é sobretudo uma festa que junta a família uma vez por ano. Esta é a essência do Natal como o conhecemos.

 

Mas para o cristão genuíno, não deixa de ser uma data em que podemos aproveitar para reflectir ainda mais sobre aquilo que está em causa no cristianismo, como eu já o fiz também em três artigos anteriores referentes a esta questão do Natal. 

 

Porque o tempo passa tão depressa?

Porque Jesus veio ao mundo?

Quem é Jesus?

 

Para concluir esta série de "reflexões natalícias" - o cristão deve não só estar à margem da generalidade da mentalidade universal do Natal, como deve aproveitar para reflectir sobre o que é de facto o cristianismo, a pessoa de Cristo e o porquê da razão daquele menino ter vindo ao mundo.

 

O mundo não o conheceu e o rejeitou, mas esse mesmo mundo utiliza-o como pretexto para uma festividade em que o foco acaba por estar em tudo menos na pessoa de Jesus Cristo! Há até uma contradição.

 

De qualquer modo, aproveite a festa para confraternizar com a sua família, mas tenha a noção que até os seus familiares podem ridiculariza-lo se lhes apresentar o verdadeiro Jesus Cristo.

 

Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;
Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;
E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.
Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.

Mateus 10:34-37

 

Não quero com isto dizer que um crente tem que se zangar com um familiar que não é crente, mas o contrário pode acontecer. Ou seja, um incrédulo ridicularizar um crente. Mas esse mesmo incrédulo não deixa de lá estar à mesa de dia 24 a comer o peru ou o bacalhau!

 

Por isso, ser tão importante para o cristão reflectir ainda mais sobre a palavra de Deus nesta época natalícia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho.
E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.
E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo:
Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura.
E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.

Lucas 2:7-14

2natal-2011.jpg

Os anjos quando deram glória a Deus pelo nascimento de Cristo, disseram algo que faz toda a diferença: "boa vontade para com os homens"

 

 

Nos vídeos acima, o irmão Mário Persona destaca duas coisas fundamentais na vinda de Cristo ao mundo: a desgraça do ser-humano e a misericórdia de Deus.

 

Como ele disse: Jesus não veio ao mundo a passeio. E neste tempo de Natal, ao invés de estarmos muito preocupados com coisas acessórias como a árvore de Natal ou o presépio (não é que tenha algum mal, atenção), devíamos parar para pensar que de facto foi por nós que Jesus veio ao mundo - não a passeio - mas em missão.

 

O leitor perguntará: e eu preciso de Jesus?

 

Bem, dando o meu testemunho pessoal, convido o caro leitor a ler e a analisar com atenção o seguinte artigo, em que demonstro que de facto, cada um de nós está numa situação delicada perante Deus:

 

Miseráveis seres-humanos que somos

 

Daí o pastor Augustus declarar o seguinte relativamente à passagem bíblica de João 3:16...

 

 

 

Nota: Um documentário muito interessante sobre o Natal, que envolve não só o evangelho, mas também, a própria história:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Coloco este vídeo, porque no fundo, as circunstâncias da minha vida, nunca foram fáceis, mas, Deus, me apresentou o evangelho, e a partir daí, tudo fez para mim sentido.

 

Hoje sei que para o bem ou para o mal, é Deus quem está no controlo da minha vida, e confio que se ele quiser, ele vai me abrir as portas aqui e ali para aquilo que eu preciso.

 

Todavia, independentemente daquilo que será o meu futuro, eu almejo a casa do Pai. Esse é o sentido da vida.

 

E, ninguém chega à terra prometida, sem antes passar pelo deserto!

 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

Mateus 11:28-30

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo.
E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.
E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo?
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.
E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade.
E, voltando, achou-os outra vez adormecidos; porque os seus olhos estavam pesados.
E, deixando-os de novo, foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras.

Mateus 26:38-44

passion-jesus-in-gethsemane.jpg

Neste dia 31 de Outubro, em que se comemoram os 500 anos da reforma protestante, prefiro destacar a oração do nosso Senhor Jesus Cristo na noite em que este foi entregue às autoridades para ser crucificado no dia seguinte.

 

O que seria de nós se o Pai tivesse voltado atrás? Claro que isso nunca aconteceria, mas, Jesus, ao assumir a nossa humanidade, veio ao de cima todo o seu medo, e, de certa forma, ensina-nos a orar.

 

Nós que tantas vezes nem sabemos orar, estando ocupados com as coisas do mundo, devíamos todos reflectir sobre aquela oração. Nisso, peço desculpa a Deus.

 

Todavia, como João Calvino foi o grande "cérebro" da reforma, deixo aqui em PDF, para download, um artigo que aborda a oração de Jesus no Getsêmani:

 

A Oração e Prisão de Jesus no Getsêmani

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

1 Coríntios 2:14

 

 

Padre Carreira das Neves - era tido como o maior estudioso português da Bíblia, autor de vários livros teológicos, afirmou que Jesus Cristo era doido e que este nunca explicou o que é o Reino de Deus!

 

Para quem toda uma vida teve acesso a uma Bíblia, é caso para dizer que este padre nunca foi regenerado por Deus, e se encontrou tal como os escribas e fariseus da época de Jesus, como alguém a quem nunca foi dado a perceber o que é o Reino de Deus. 

 

A questão é que Cristo até nos explica o que é o Reino de Deus, mas, por parábolas - e isso tem um fundamento.

 

E outra vez começou a ensinar junto do mar, e ajuntou-se a ele grande multidão, de sorte que ele entrou e assentou-se num barco, sobre o mar; e toda a multidão estava em terra junto do mar.
E ensinava-lhes muitas coisas por parábolas, e lhes dizia na sua doutrina:
Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear.
E aconteceu que semeando ele, uma parte da semente caiu junto do caminho, e vieram as aves do céu, e a comeram;
E outra caiu sobre pedregais, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque não tinha terra profunda;
Mas, saindo o sol, queimou-se; e, porque não tinha raiz, secou-se.
E outra caiu entre espinhos e, crescendo os espinhos, a sufocaram e não deu fruto.
E outra caiu em boa terra e deu fruto, que vingou e cresceu; e um produziu trinta, outro sessenta, e outro cem.
E disse-lhes: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
E, quando se achou só, os que estavam junto dele com os doze interrogaram-no acerca da parábola.
E ele disse-lhes: A vós vos é dado saber os mistérios do reino de Deus, mas aos que estão de fora todas estas coisas se dizem por parábolas,
Para que, vendo, vejam, e não percebam; e, ouvindo, ouçam, e não entendam; para que não se convertam, e lhes sejam perdoados os pecados.

Marcos 4:1-12

 

Ou seja, Jesus não teve misericórdia de todas as pessoas, e morreu somente pelos que eram seus! O padre Carreira das Neves, até pode ter sido um grande estudioso, mas nunca nasceu de novo.

 

Só quem nunca "nasceu de novo" é que pode vir com aquela conversa bonita da caridade ou do universalismo, quando a mensagem de Cristo é tudo menos universalista, pois como a história nos mostra, o cristianismo nunca foi aceite neste mundo de uma forma natural!

 

Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;
Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;
E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.

Mateus 10:34-36

 

No vídeo seguinte, o mesmo Carreira das Neves faz da Bíblia um livro que não foi totalmente escrito por inspiração divina, mas, diz também, que sente Deus dentro de si.

 

Ora, no meu artigo anterior, abordei a questão de que conhecendo ou não a Bíblia, até o maior fanático do ateísmo sente intimamente que Deus é de facto uma realidade. Portanto, um padre afirmar que sente Deus em si mesmo, não significa que este tenha sido salvo.

 

Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o crêem, e estremecem.

Tiago 2:19

 

O verdadeiro salvo, é aquele que reconhece a divindade, a bondade e misericórdia de Cristo, e que este nem merecia nenhum favor dele, porque Deus é tão puro e recto, que nos condena até por pensarmos no mal!

 

Ou seja, um salvo é aquele que reconhece que ofende a Deus por acções, palavras, omissões ou pensamentos; mesmo em coisas que para a pessoa comum nada têm de extraordinário.

 

Um salvo é aquele que olha para a cruz como o único meio de ser salvo da ira vindoura!

 

Mas, só o Espírito Santo é que nos pode revelar estas coisas, porque a fé é um dom de Deus.

 

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.

Efésios 2:8

 

Lamento pelo padre, mas este nunca se irá encontrar com Jesus Cristo no céu [a não ser que se tenha convertido já mesmo muito perto da morte]. Este estará de frente com ele sim, mas no dia do juízo, e Jesus Cristo irá certamente confronta-lo pela forma como este o tratou em vida, quando até poderia saber de cor muitos textos da Bíblia, mas espiritualmente nunca percebeu o que esteve ali em causa! 

 

Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

Filipenses 2:9-11

 

 

 

 

Nota: Leia um artigo que aborda esta questão de forma mais profunda:

 

Como saber se você é um verdadeiro cristão - por Jonathan Edwards

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.
E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.
Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

Mateus 6:6-13

 

 

        João-Calvino-451-anos.jpg

"Pois, é dito em outro trecho, que em oração a Deus, não devemos usar um longo murmúrio, como aqueles que acreditam que por muito falar recebem muito mais, o que não implica que não devemos continuar em nossas orações, mas isto é tributar a hipocrisia e superstição dos que creem em romper os tímpanos de Deus (usando uma maneira de falar) para convencê-lo do que eles querem. Assim podemos ver, como essa tolice tem prevalecido no mundo! Mais uma vez, quantos existem entre nós que usam essa magia, como muitos que não dizem mais do que a sua Ave Maria, a quem parece que eles ganharam um grande acordo cada vez que eles dizem Oração do seu Senhor, e que Deus considerará todas as suas palavras em que eles se envolvem quando oram! Agora, eu chamo isso de uma verdadeira feitiçaria. Pois, eles miseravelmente profanam a oração que nos foi dada por nosso Senhor Jesus Cristo, na qual Ele incluiu em um breve resumo tudo o que podemos pedir a Deus e o que é lícito que desejemos ou peçamos."

 

Leia todo este artigo de João Calvino, em pdf, para download, aqui

 

 

Como disse o nosso Senhor Jesus Cristo, quando orarmos não devemos usar de vãs repetições, mas, ao mesmo tempo, parece que nos deixou uma oração para a irmos repetindo. Na verdade, a oração do Pai Nosso mais não é do que a base para a nossa relação com Deus.

 

Ele é o nosso pai celestial a quem tudo devemos, e antes de lhe pedirmos o que quer que seja, devemos ter a humildade de na qualidade de filhos, deixarmos a sua vontade prevalecer. Um pai nem sempre faz a vontade do filho, porque nem sempre o que o filho pede é o melhor para si mesmo.

 

Daí João Calvino usar termos como "superstição" e até mesmo "feitiçaria". Esse vídeo acima é um exemplo do que se passa nas missas, principalmente em funerais, em que se torna angustiante ouvir um coral de mulheres a repetir exaustivamente a oração da Ave Maria, como se Maria* fosse surda ou se ela atendesse as pessoas pelo cansaço. Isso é superstição pura, pois a relação com Deus, é de facto isso mesmo - uma relação.

 

É por estas e por outras que coloco em causa a seriedade-intelectual de muitos padres que alimentam não só a falácia do terço, como muitas outras práticas da Igreja Católica, pois eles mais do que ninguém, têm a obrigação de conhecer a Bíblia. Esse trecho do evangelho de Mateus, está na mesma Bíblia que o padre utiliza na missa. A Bíblia é só uma.

 

* - Um falso evangelho - os mitos católicos em torno da figura de Maria

 

E é também por estas coisas e muitas mais **, que sou da opinião que os 500 anos da reforma protestante (que se celebrarão no próximo dia 31 de Outubro de 2017) são um marco fundamental na história do cristianismo, pois temos hoje a liberdade de ler a Bíblia e de ter acesso a documentos de homens como Lutero ou Calvino, que fundamentaram e bem, as suas divergências com o catolicismo. No fundo, apenas se basearam na palavra de Deus. A mesma Bíblia que na missa é somente usada para ler uns pequenos trechos, quando ao mesmo tempo se ocultam outros.

 

**Leia também estes artigos: 

Sabia que qualquer um de nós pode ser um santo?

Idolatras

 

Nota: Quando iniciei a escrita deste artigo, a intenção era somente destacar a questão da oração, mas como me lembrei que estamos a poucos dias dos 500 anos da reforma, acabei por desenvolver ainda mais o artigo.

 

Mas, os dois próximos vídeos resumem muito bem o que esteve em causa há 500 anos atrás:

 

 

Recomendo:

 

35 livros de João Calvino para download

 

 

PS: 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.
De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.
Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.
Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte.
Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.
Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.
Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado.
E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.
E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte.
Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou.
E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.
Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.
Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Romanos 7:1-25

maxresdefault.jpg

Um lago de fogo eterno para punir os pecadores que não conheceram a Cristo, à primeira vista, sempre nos parece um exagero, mas a lei que Deus entregou ao homem nos faz ver a nossa real condição.

 

À primeira vista quebrar boa parte desses mandamentos logo nos soa a algo mau e imoral. Agora pense num Deus justo e recto ao assistir dentro da sua própria criação o ser-humano que é criado à sua imagem e semelhança, a cometer actos que vão contra a sua própria santa natureza e ainda vendo as suas criaturas pouco ou nada preocupadas com isso!

 

Imagine só por um momento. Não tem que naturalmente haver uma consequência, até para que mais tarde Deus possa repor a ordem nos céus e na terra?

 

A lei foi entregue ao homem para revelar a miséria em que a raça-humana se encontra desde que pecou contra Deus lá no paraíso.

 

A nossa situação diante de Deus é muito pior do que você possa imaginar.

 

Sim, você incluído. Ninguém se escapa.

 

Toda a raça-humana provém do mesmo "tronco".

 

 

Analisemos assim cada um dos mandamentos:

 

1- Se só existe um Deus, então, adorar um outro Deus não tem que significar necessariamente um qualquer Deus mitológico da Roma ou da Grécia Antiga. Pode ser qualquer coisa ocupe o lugar de Deus como a razão de ser da nossa vida. Se para si um clube de futebol, o seu conjugue ou sua carreira profissional ocupam o lugar de Deus como prioridades ou razões de ser da sua vida, você está a ter outros Deuses diante do único e verdadeiro Deus. Quem nunca quebrou este mandamento?

 

2- Adorar estátuas, seja do que for, é adorar algo que tem olhos, mas não vê; tem ouvidos, mas não ouve; tem boca, mas não fala; ou que tem pernas, mas precisa ser carregado às costas de quem adora precisamente essas estátuas. Assim, não estamos a adorar a Deus nem a orar ao único ser que poderá ouvir as nossas necessidades.

 

3- Antes da nossa conversão, de que modo nos referíamos a ele?

 

4- Não abordo este mandamento porque o Sábado tem a ver com o tempo do judaísmo.

 

5- Será que sempre honramos ou obedecemos aos nossos pais, ou a qualquer outra pessoa ou entidade moralmente e estatutariamente acima de nós? Sempre soubemos ser humildes?

 

6- Na prática, você até pode nunca ter matado, mas já odiou outra pessoa? Já alguma vez num momento de raiva e descontrolo tentou ou passou-lhe pela cabeça assassinar? Sabia que Deus não faz distinção de quem mata ou de quem simplesmente odeia e que num momento de descontrolo-emocional pensa em matar? No mandamento seguinte vamos perceber melhor esta questão.

 

7- Na prática, você até pode nunca ter adulterado, mas, nunca olhou e consequentemente se imaginou com a mulher provocante ou com o homem provocante que pode passar por si na rua? Jesus, no capítulo 5 do evangelho de Mateus, refere que o simples facto de olharmos de forma depravada para outra pessoa, no nosso coração, já estamos a cometer adultério. Significa isto que no nosso coração só existe maldade e ruindade, e só as circunstâncias de uma vida com educação ou o facto de estar inserido num ambiente pacífico o podem "segurar". Ou seja, para Deus, tanto vai para o Inferno aquele que mata e adultera; como aqueles que na mente lhes passam essas "ideias". 

 

8- Na prática, você até pode nunca ter assaltado ninguém, mas, mais uma vez, como se comporta a sua mente no dia a dia? Consegue ser sempre intelectualmente sério? Dando um exemplo, você não era daqueles que seria capaz de receber subsidio de desemprego quando ao mesmo tempo faz uns "biscates" por fora sem declarar nada? Percebe onde quero chegar?... Ou seja, uns mais ou outros menos, mas, nenhum de nós se livra de "não ter" uma mente 100% honesta perante os direitos colectivos da sociedade onde estamos inseridos, pensando sempre no "eu" em primeiro lugar.

 

9- Já alguma vez falou mal ou caluniou outra pessoa? Ou seja, sentiu aquela vontade de julgar o outro com um grande sentido moral, quando você próprio tem os seus defeitos? Isso é a soberba do seu coração.

 

10- "Cobiçar" é o que o ser-humano mais faz. Foi pela cobiça que Adão e Eva se deixaram enganar por Satanás lá no paraíso, deixando-nos a todos uma difícil herança. Nós pecamos porque nascemos pecadores, e só a fé em Cristo nos poderá livrar da condenação que a lei de um Deus Santo, justo e recto tem naturalmente que impor até pela sua natureza.

 

 

Já na epístola aos Romanos, Paulo refere uma série de pecados que o ser-humano costuma cometer:

 

Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;

Romanos 1:29-31

 

 

Mas, também pecamos quando não praticamos o bem que no momento deveríamos praticar, como exemplifica Jesus em Mateus capítulo 25:

 

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Mateus 25:31-46

 

 

Por isso...

 

Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo.
E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem.
E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?

Romanos 2:1-3

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

SENHOR Deus da minha salvação, diante de ti tenho clamado de dia e de noite.
Chegue a minha oração perante a tua face, inclina os teus ouvidos ao meu clamor;
Porque a minha alma está cheia de angústia, e a minha vida se aproxima da sepultura.
Estou contado com aqueles que descem ao abismo; estou como homem sem forças,
Livre entre os mortos, como os feridos de morte que jazem na sepultura, dos quais te não lembras mais, e estão cortados da tua mão.
Puseste-me no abismo mais profundo, em trevas e nas profundezas.
Sobre mim pesa o teu furor; tu me afligiste com todas as tuas ondas. (Selá.)
Alongaste de mim os meus conhecidos, puseste-me em extrema abominação para com eles. Estou fechado, e não posso sair.
A minha vista desmaia por causa da aflição. Senhor, tenho clamado a ti todo o dia, tenho estendido para ti as minhas mãos.
Mostrarás, tu, maravilhas aos mortos, ou os mortos se levantarão e te louvarão? (Selá.)
Será anunciada a tua benignidade na sepultura, ou a tua fidelidade na perdição?
Saber-se-ão as tuas maravilhas nas trevas, e a tua justiça na terra do esquecimento?
Eu, porém, Senhor, tenho clamado a ti, e de madrugada te esperará a minha oração.
Senhor, porque rejeitas a minha alma? Por que escondes de mim a tua face?
Estou aflito, e prestes tenho estado a morrer desde a minha mocidade; enquanto sofro os teus terrores, estou perturbado.
A tua ardente indignação sobre mim vai passando; os teus terrores me têm retalhado.
Eles me rodeiam todo o dia como água; eles juntos me sitiam.
Desviaste para longe de mim amigos e companheiros, e os meus conhecidos estão em trevas.

Salmos 88:1-18

Há quase 2 anos Deus me apresentou o seu evangelho através da internet, e eu aceite-o no meu coração. Essa aceitação produziu frutos, e este blog é prova disso - os frutos são evidências de uma salvação.

 

Hoje sinto que Deus foi preparando todo o cenário e todas as circunstâncias da minha vida desde que nasci. Ele é soberano e esteve em todos os pormenores da minha vida. Foi ele quem decretou todas as desilusões e sofrimentos, para dessa forma me mostrar o seu evangelho. Esse salmo com que iniciei este artigo posso dizer que me representa em tudo.

 

Podia levantar o punho para o céu e culpar a Deus num sentido negativo. Mas ele me mostrou o quanto devo ter inimizade às coisas do mundo. Hoje percebo isso.

 

não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.

Tiago 4:4

 

Hoje posso dizer que estou num processo de santificação e de crescimento espiritual - e ainda me falta tanta coisa...

 

Os pensamentos sujos, o cair nos maus vícios do passado, a vaidade própria, etc etc, é algo que nunca será completamente irradiado dos nossos corpos enquanto ele não morrer para posteriormente recebermos um novo corpo glorificado com a impossibilidade de pecar.

 

Sinto-me como o apóstolo Paulo em Romanos 7:

 

Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.
Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.
E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.
De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.
Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo.
Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Romanos 7:14-25

 

Ou seja, existe uma batalha entre a nossa velha natureza (que ainda não morreu) e o nosso novo espírito que nos foi dado pela graça de Deus.

 

Assim como também me revejo no sentimento do apóstolo Paulo em Filipenses 1:

 

Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.

Filipenses 1:21

 

De facto, um cristão genuíno não espera nem tem grandes expectativas de uma vida melhor. O cristão até quer é que ela acabe de uma vez por todas, porque o cristão não suporta mais esta fachada de mundo! É o que eu sinto.

 

Por outro lado, se Deus ainda nos mantém nesta vida, é porque tem um propósito para nós.

 

Se para Paulo o "morrer era ganho", ele também admite o seguinte no versículo seguinte:

 

Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher.
Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.
Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne.

Filipenses 1:22-24

 

No caso do apóstolo Paulo, a sua missão era pregar o evangelho e pastorear os seus irmãos, porque isto iria abençoar outros eleitos de Deus para a salvação. Já no meu e no seu caso, até se pode dar o caso de você sofrer simplesmente para crescer espiritualmente e afastar-se o mais possível das coisas do mundo.

 

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Romanos 5:1-5

 

No meu caso creio que ainda tenho muito que por aqui estar, porque ainda me falta tanta coisa... preciso de aprender a orar (a vergonha dos meus pecados me envergonham perante Deus), de ser baptizado, de pertencer a uma Igreja, etc etc. 

 

Mas se cheguei até aqui por alguma razão foi, e acredito que Deus ainda me vai ensinar muito ao longo desta jornada terrena.

 

Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;

Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,
Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,
Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.
E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
Mas vós não aprendestes assim a Cristo,
Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;
Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;
E vos renoveis no espírito da vossa mente;
E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.
Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.
Não deis lugar ao diabo.
Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.
E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.
Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,
Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

Efésios 4:12-32

 

 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

Mateus 11:28-30

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.