Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Antes santificai a Cristo, como Senhor, nos vossos corações; e estai sempre preparados para responder, com mansidão e temor, a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós. 1 Pedro 3:15

Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal

Habacuque 1:13

rodrigues.jpg

 

Este artigo pode ser um complemento aos artigos A origem da mentira e do mal Porque Deus predestinou toda esta história?até porque, creio que esta questão pode ser abordada de forma ainda mais profunda.

 

Bem, Deus é o único ser eterno e que reúne uma série de características que mais ninguém pode ter, como a omnipotência, a omnipresença e a omnisciência.

 

Deus é o criador do universo, e de tudo o que existe para além dele - por sua livre vontade. Logo, quem dita as regras daquilo que é certo ou errado é ele mesmo - e independentemente da nossa opinião, o "bem" será sempre ditado por Deus através da sua natureza santa, justa e recta.

 

Quando Deus criou os anjos (mesmo antes da criação do homem), o "mal" já existia? Creio que sim. Porque a partir do momento em que Deus cria os primeiros seres morais, o "mal" já existia de forma intrínseca, mesmo que fosse apenas por principio (mesmo quando nenhum anjo se tinha rebelado contra Deus).

 

Tudo o que foge à natureza de Deus é o "mal"- enquanto que agir em conformidade com a sua vontade é o "bem", que devemos sempre praticar.

 

Para Deus, seria fácil não colocar nenhuma árvore do conhecimento do "bem e do mal" no meio do jardim? Talvez não. Porque, como conceito, o "mal" não estaria resolvido. O "mal" podia não existir na prática, mas na mente de Deus existiria sempre como conceito, e isso só por si, talvez já fosse uma questão a ser resolvida. Afinal, teoricamente, essa poderia ser uma realidade.

 

Ao dar uma única regra a Adão e Eva, estes, já conheciam o "mal" como conceito, porque Deus ditou também as consequências de uma eventual desobediência. Embora nos desígnios de Deus uma desobediência certa porque foi predestinada com um propósito que estamos aqui a analisar.

 

Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.

Romanos 11:32

 

Assim, quando o homem pecou, este, colheu os amargos frutos de tal decisão, dando legitimidade para que o "mal" fosse um dia mais tarde definitivamente irradiado da presença de Deus tanto em prática como em simples conceito.

 

Indo agora um pouco de encontro ao título do artigo, penso que antes da criação o "mal" não existia, porque só havia Deus, logo, não havia forma de haver oposição às suas características morais.

 

Agora, a partir do momento em que Deus cria seres livres e morais, para que haja ordem na criação, Deus, que é a nossa referência, tem que naturalmente impor regras morais que venham de encontro à sua própria natureza, para que haja ordem na sua criação. Ora, se Deus é o criador, por uma questão de legitimidade lógica e para que haja ordem na sua própria criação, as suas criaturas devem estar sempre subjugadas a ele mesmo. 

 

Se as suas criaturas não estiverem subjugadas ao seu criador, naturalmente que dentro da criação irá haver dor e sofrimento, pois a criatura torna-se como um avião que no meio do percurso perdeu o seu piloto. O resultado, claro, é a "queda".

 

Voltando mais atrás, se o "mal" já existia de forma intrínseca, até mesmo antes das suas criaturas pecarem, será que para Deus, que é tão recto, tão puro, tão santo e tão justo; não teria assim que banir o simples conceito de "mal" de forma definitiva? Não estará aqui o grande segredo pelo qual Deus, permitiu e decretou uma história em que haveria a queda dos anjos (nomeadamente do seu grande líder Satanás), a queda do homem e a consequente condenação eterna no lago de fogo e enxofre?

 

E o que é facto, é que a Bíblia não nega que houve vasos criados para honra e para desonra:

 

Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?
Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?
E que direis se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição;
Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou,
Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?

Romanos 9:20-24

 

O calvinismo é algo que para mim faz cada vez mais sentido, porque cada vez mais me convenço que o pecado teria que se manifestar para que posteriormente fosse punido e nunca mais pudesse haver hipótese deste se manifestar tanto na prática, como em conceito.

 

Daí, o lago de fogo e enxofre ser uma condenação eterna. A condenação, ao ser eterna, faz com que o simples conceito de "mal" não possa sequer em ser pensado, porque o "mal" não só foi punido na cruz (neste caso para os salvos antes da fundação do mundo), como estará a ser punido eternamente num local à parte a que chamamos de Inferno.

 

Creio assim, que a manifestação prática do "mal" e da consequente condenação eterna, teria que ser uma inevitabilidade, para que na eternidade, o "mal" até como simples conceito, não possa mais ser possível.

 

Concluí-se assim, que a predestinação na queda, na eleição ou na condenação não foi um mero capricho de Deus. Foi uma inevitabilidade que lá no céu fará para nós todo o sentido.

 

Nós que, no meio de uma humanidade em trevas, fomos resgatados ainda antes da fundação do mundo pelo sacrifício de Cristo na cruz. Nós, os salvos por Cristo, passamos para o lado do "bem", porque o próprio filho de Deus foi quem mais sofreu no meio de toda esta predestinação - e é fundamental nunca esquecer isto.

 

Na cruz, Cristo venceu o "mal" definitivamente, dando-nos condições para sermos recebidos como filhos pródigos. Mas, esta, é uma vertente mais amorosa entre criador e criatura abordada no artigo Porque Deus predestinou toda esta história?, já que este artigo tem uma vertente mais virada para o lado filosófico do "bem" e do "mal".

 

 

E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.

Apocalipse 21:4

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois da queda do homem...

 

E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.
Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo.
No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.

Gênesis 3:17-19

relógio-mão-tempo.jpg

Já entramos no último mês deste ano de 2017, e mais uma vez, fica a sensação que mais um ano se passou... a uma velocidade incrível. Enfim.

 

Tenho 26 anos, e pessoalmente, começo a sentir uma certa angustia à medida que o tempo passa. Já fez 10 anos que entrei para o secundário, e hoje ponho-me a pensar nos erros que cometi, nas más opções ou do que poderia ter vivido. Por outro lado, os 30 anos começam a avistar-se, e é também angustiante pensar no que será o meu futuro. 

 

Irei casar e constituir uma família? Financeiramente irei encontrar estabilidade com um emprego que me dê satisfação? Será que daqui a 15 ou 20 anos perderei a minha beleza física e me tornarei num tipo gordo e careca?

 

Mas, independentemente da história individual de cada um, uma coisa é certa e é comum em todos nós: iremos voltar ao pó - como Deus nos diz na sua palavra em gênesis capítulo 3. Isto, fruto do pecado que habita em nós.

 

Mesmo as pessoas ricas, sofrem ao longo da vida com as contrariedades de uma vida num mundo que jaz no maligno. 

 

À medida que o tempo passa, como já referi, fica também a nostalgia do que já se viveu, e a reflexão do que poderia ter sido feito ou evitado. Fica fundamentalmente a saudade dos bons momentos.

 

Neste período natalício, costuma até ser para muitas pessoas, a pior época do ano, pois é a altura em que se lembram dos familiares falecidos que já não poderão passar a noite de 24 de Dezembro consigo, e isso, naturalmente, que angustia.

 

Lá está, isto é tudo fruto do tempo que não pára e que caminha para o fim - para o nosso próprio fim neste contexto espaço\tempo.

 

Todavia, Deus pela sua misericórdia e pelo sangue do seu filho, nos convida a crer no evangelho, para que um dia possamos viver num contexto em que não existirá tempo e espaço, ou seja, viveremos eternamente com Deus e para Deus. Sim, para Deus, pois na eternidade iremos estar ocupados com a essência da vida que é precisamente Deus.

 

Na eternidade, não iremos viver angustiados com aquilo que passamos ou preocupados e apreensivos com que será o futuro. 

 

A essência da vida será conhecer a Deus e ter comunhão com o nosso Deus e Salvador Jesus Cristo. Se trabalharmos, será para Cristo. Se amarmos, será entre todos e todos amaremos a Cristo.

 

Na eternidade não haverá saudade, pois saudade representa o que já não tem retorno, mas, como a essência da vida eterna é conhecer a Deus e ter comunhão com o nosso Salvador, saudade é algo que nunca mais existirá, pois iremos estar eternamente naquele Reino e ocupados somente com Cristo.

 

Tristeza, também será algo que não caberá no céu.

 

E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.
E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.
Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

Apocalipse 21:3-7

 

No entanto, os sentimentos negativos por que passamos nesta vida, irão ser vividos eternamente no lago de fogo e enxofre. Mas para lá vão, todos aqueles que ignoram a Deus e a Cristo, porque julgam ainda nesta vida, que podem ser o seu próprio Deus continuando de coração duro relativamente ao evangelho e à necessidade de um novo nascimento.

 

E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim étodo aquele que é nascido do Espírito.
Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?
Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho.
Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?
Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.
E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:1-16

Autoria e outros dados (tags, etc)

Disse o néscio no seu coração: Não há Deus.

Salmos 14:1

 

1.jpg

 

Antes de conhecer o evangelho, de vez em quando, dava-me para pensar:

 

"Como todas as coisas surgiram? Tudo surgiu do nada? E como do nada pode surgir alguma coisa? Mesmo que tenha sido fruto de uma explosão cósmica, toda aquela massa nasceu do nada?"

 

Então voltava atrás:

 

"Mas como pode alguma coisa nascer do nada, porra!"

 

Então ficava óbvio para mim que o big-bang nem era uma teoria que apresentava algo definitivo. Era uma teoria, simplesmente, e nem apresentava algo definitivamente concreto, como já disse.

 

Por isso, intimamente, nunca consegui negar a existência de Deus.

 

Há uns tempos, encontrei um artigo sobre este "dilema", que, creio, também já foi o seu, pelo menos num momento da sua vida.

 

Um artigo extenso, mas que, racionalmente, apresenta, ao contrário da teoria do big-bang, uma definitiva conclusão:

 

Será que o Nada alguma vez existiu?

 

Ao contrário do que julgam os "néscios", a Bíblia, apresenta algo concreto sobre a vida e sobre a sua origem, ao invés da teoria da evolução. Afinal, é isso mesmo - uma teoria.

 

Deus é espírito invisível e não está sujeito às limitações de espaço e tempo. Foi ele quem criou o espaço e o tempo para pôr em prática o seu plano para a humanidade - que foi criada à sua imagem e semelhança.

 

Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, mesmo de eternidade a eternidade, tu és Deus.

Salmos 90:2

 

 

Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.

Apocalipse 1:8

 

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.

Apocalipse 4:11

 

Portanto, pelo que está criado, Deus já se dá a revelar:

 

Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.
Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Romanos 1:18-25

 

Portanto, o facto de existir uma criação, já por si pressupõe um criador, para mais, quando ela é perfeita e as diferentes matérias se conjugam e se compõem. O corpo-humano é a evidencia prática que nós temos para testemunhar a existência de um Deus.

 

Mas um Deus que se deu a revelar nas escrituras sagradas e na pessoa de Jesus Cristo, e que se mostra irado com o pecado do ser-humano - que virou as costas para si, preferindo assim, adorar a criatura ao invés do criador.

 

Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer.
Não há ninguém que entenda;Não há ninguém que busque a Deus.

Romanos 3:10-11

 

O pecado contaminou de tal forma a raça-humana, que mesmo com as evidencias visíveis e práticas de um Deus, o ser-humano por si mesmo nunca irá querer aproximar-se dele. O pecado cegou o ser-humano, e não é do acaso que o salmista utiliza o termo "néscio".

 

E da mesma forma que o homem está espiritualmente-cego, não querendo perceber coisas óbvias, só Deus, pela sua misericórdia, poderá regenerar o seu espírito:

 

"Eu era cego, mas hoje eu vejo".

 

E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.
E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.
Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.
Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego.
E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.
Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?
Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu.
Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos?
Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. Então fui, e lavei-me, e vi.
Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Respondeu: Não sei.
Levaram, pois, aos fariseus o que dantes era cego.
E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.
Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me, e vejo.
Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.
Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu, que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta.
Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego, e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via.
E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora?
Seus pais lhes responderam, e disseram: Sabemos que este é o nosso filho, e que nasceu cego;
Mas como agora vê, não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos, não sabemos. Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo; e ele falará por si mesmo.
Seus pais disseram isto, porque temiam os judeus. Porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga.
Por isso é que seus pais disseram: Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo.
Chamaram, pois, pela segunda vez o homem que tinha sido cego, e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador.
Respondeu ele pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, é que, havendo eu sido cego, agora vejo.

João 9:1-25

Autoria e outros dados (tags, etc)

E disseram-lhe: Onde está Sara, tua mulher? E ele disse: Ei-la aí na tenda.
E disse: Certamente tornarei a ti por este tempo da vida; e eis que Sara tua mulher terá um filho. E Sara escutava à porta da tenda, que estava atrás dele.
E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres.
Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?
E disse o Senhor a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Na verdade darei eu à luz ainda, havendo já envelhecido?
Haveria coisa alguma difícil ao Senhor? Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho.
E Sara negou, dizendo: Não me ri; porquanto temeu. E ele disse: Não digas isso, porque te riste.

Gênesis 18:9-15

não-há-impossiveis-para-Deus.jpg

 

O incrédulo tenta ridicularizar a Bíblia muito pelos milagres que lá são descritos. Mas, no fundo, o que é um milagre? Um milagre é tudo aquilo que acontece e que não tem uma explicação racional na mente humana.

 

O ar que respiramos é um milagre. O sol que nos ilumina e aquece é um milagre. A água que bebemos é outro milagre. Tudo à nossa volta é um milagre, na medida em que o homem fora da Bíblia nunca encontrou uma explicação racional para o surgimento de todas as coisas, e o porquê de todas essas coisas funcionarem como uma máquina muito bem montada.

 

A Bíblia diz que "no princípio era Deus" e que do nada ele fez todas as coisas. O tempo, o espaço, o universo e a matéria que o compõe não são eternos. Deus, numa dimensão fora desse contexto (na eternidade onde só havia Deus), trouxe à existência todas estas coisas que estão à nossa volta.

 

Como ele fez isso? Não sabemos. Para percebermos todo este milagre da criação tínhamos que ser como Deus. Mas, como não o somos, só temos que aceitar esta realidade. Aliás, nós nem podemos perceber como Deus nunca teve um "princípio". Lá está, tínhamos que ser como Deus para também perceber a questão da sua eternidade. Pensar em tudo isto dá voltas à cabeça, não é?...

 

Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?
Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Romanos 11:33-36

 

Mas, podemos aceitar que é assim, e que como seres limitados ao tempo e ao espaço, nunca poderemos compreender Deus e o porquê da sua infinita capacidade.

 

O incrédulo ri-se da multiplicação dos pães. Ri-se da transformação da água em vinho. Ri-se de uma serpente falante. Ri-se de um homem que esteve durante três dias no fundo do mar na barriga de uma baleia. Ri-se do dilúvio. Enfim, ri-se de muitas coisas que são descritas na Bíblia.

 

Um dos factores fundamentais à salvação é acreditar que Jesus Cristo é Deus. Não foi do acaso que o apóstolo João nos dois últimos versículos do seu evangelho realça a infinita capacidade de Jesus em fazer milagres.

 

Este é o discípulo que testifica destas coisas e as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.
Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém.

João 21:24-25

 

Para um Deus que do nada criou todas as coisas, qual é para ele o problema de fazer milagres dentro da sua própria criação?... Não tem problema nenhum!...

 

Sara não percebeu isso e riu-se.

 

E você? Vai ao menos parar para reflectir? É que para Deus não há mesmo impossíveis...

 

Ajuntando-se entretanto muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.
Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido.
Porquanto tudo o que em trevas dissestes, à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete, sobre os telhados será apregoado.
E digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer.
Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.
Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus.
E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.

Lucas 12:1-7

 

“Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus”. (Salmos 90:2)

“Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? O Senhor é o Deus eterno, o criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto; sua sabedoria é insondável”. (Isaías 40:28)

“Assim diz o Senhor, o rei de Israel, o seu redentor, o Senhor dos Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último; além de mim não há Deus”. (Isaías 44:6)

“Mas o Senhor é o Deus verdadeiro; ele é o Deus vivo; o rei eterno”. (Jeremias 10:10)

“Respondeu Jesus:”Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou”! (João 8:58)

“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre”. (Hebreus 13:8)

“Eu sou o Alfa e o Ômega”, diz o Senhor Deus, “o que é, o que era e o que há de vir, o Todo-poderoso”. (Apocalipse 1:8)

“Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim”. (Apocalipse 22:13)

 

“Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus* Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido”. (João 1:18)

“Deus é espírito…” (João 4:24)

“Ao Rei eterno, ao Deus único, imortal e invisível, sejam honra e glória para todo o sempre. Amém”. (1Timóteo 1:17)

“…o bendito e único Soberano, o Rei dos reis e Senhor dos senhores, o único que é imortal e habita em luz inacessível, a quem ninguém viu nem pode ver. A ele sejam honra e poder para sempre. Amém”. (1Timóteo 6:15-16)

 

“Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença?” (Salmos 139:7)

“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas. Ele não é servido por mãos de homens, como se necessitasse de algo, porque ele mesmo dá a todos a vida, o fôlego e as demais coisas. De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-lo, embora não esteja longe de cada um de nós. ‘Pois nele vivemos, nos movemos e existimos’, como disseram alguns dos poetas de vocês: ‘Também somos descendência dele'”. (Atos 17:24-28)

 

“Existe alguma coisa impossível para o Senhor?” (Gênesis 18:14)

“O nosso Deus está nos céus, e pode fazer tudo o que lhe agrada”. (Salmos 115:3)

“Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito permanecerá em pé, e farei tudo o que me agrada”. (Isaías 46:10)

“Jesus olhou para eles e respondeu: ‘Para o homem isso é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis”.(Mateus 19:26)

“Pois nada é impossível para Deus”. (Lucas 1:27)

 

“No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus”.
A Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, a glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade”. 
(João 1:1,1:4)

“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da Palavra da vida. A vida se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada”. (1João 1:1-2)

“Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele”. (1Colossenses 1:15-16)

“O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, ele se assentou à direita da Majestade nas alturas…” (Hebreus 1:3)

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus…” (Filipenses 2:5)

 

“…o Pai é maior do que eu”. (João 14:28)

“Eu e o Pai somos um”. (João 10:30)

“…Quem me vê, vê ao Pai…” (João 14:9)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

João 8:44

E o Diabo continua hoje a exercer o seu poder de influência, tentando passar a mensagem que Deus não existe, que Deus é "mau", que o universo é produto do "acaso", ou que o homem "vem" do macaco.

 

Assim, do ponto de vista do ímpio, podemos "comer e beber", que amanhã tudo pode acabar (a morte), porque não existe nenhuma divindade que nos vai julgar. 

 

O pecado não existe. Nem existe nenhuma "referência" que nos diga o que é "certo" ou "errado".

 

Sim, se não existe um criador de todas as coisas, e se tudo surgiu por mero acaso, como pode existir "bem" ou "mal"?

 

Se a nossa vida, assim como tudo o que nos rodeia é produto do "acaso", então a nossa vida também não faz sentido. 

 

E se a nossa vida não faz sentido, se não existe uma "referência", então, afinal, o que é o "bem" e o "mal"?

 

Se Deus não existe, o "bem" e o "mal" não passam de ilusões das nossas cabeças. Afinal, nós somos produto do acaso, e os nossos cérebros não são excepção...

 

Do ponto de vista do evolucionismo, creio que o "bem" e o "mal" resultam da evolução e da necessidade de impor a ordem na desordem. Ou seja, tudo começou "mal", e de forma evolutiva o ser humano vai-se adaptando e criando o "bem". Sinceramente, não acho que faça sentido, pois se o próprio homem é produto do "acaso", e se não existe um criador [a tal "referência"], o que nós podemos chamar de "bem" nunca será algo intrínseco.
 
Para o "bem" ser algo intrínseco, tinha que existir um criador de tudo, pois só ele de facto poderia afirmar o que é o "bem" e o "mal".
 
Mas a Bíblia nos diz que "no princípio era Deus", e que do nada ele fez todas as coisas [leiam este artigo para perceberem melhor esta questão].
 
Deus é a "referência" das nossas vidas.
 
Estar com Deus e seguir os seus mandamentos é o "bem". Virar-lhe as costas e praticar a nossa própria vontade é o "mal".
 
Quando Deus criou o homem e o colocou num jardim, colocou-o sob "teste". Ou seja, lá em génesis, Deus colocou a árvore do conhecimento do "bem e do mal" no meio do jardim, e proibiu Adão e Eva de comerem do fruto daquela árvore. Aquele teste serviria como um "referencial" da humildade e obediência do homem para com o seu Deus. Aliás, Deus disse que no dia em que comessem daquela árvore eles morreriam. Ele ditou as regras.
 
Deus é justo, e procura no homem uma genuína comunhão. Eu posso criar um robô à minha imagem e semelhança, mas nunca sentirei uma comunhão com ele. Assim foi Deus para com o homem.
 
Deus deu ao homem a possibilidade de pensar pela sua própria cabeça e de escolher entre "ele" ou a "mentira". O homem enganado pelo Diabo, escolheu a "mentira".
 
Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?
E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.
E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.
 
Gênesis 3:1-6
 
 
Como disse, a mentira continua a ser propagada pelo Diabo e seus anjos.
 
Mas a raça humana, apesar de ter caído em pecado, foi criado à imagem e semelhança de Deus, e no seu coração ele tem intrinsecamente a noção do que é o "bem" e o "mal".
 
Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei;
Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;
No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.
 
Romanos 2:14-16
 
 
E que dia é esse em que Deus irá julgar os segredos dos homens? Será o dia do juízo final, em que todos aqueles que não forem perdoados dos seus pecados terão que sofrer a pena que o "mal" naturalmente tem que impor.
 
Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.

Apocalipse 20:2

 

E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.

Apocalipse 20:12-15

 

Isto significa que seremos todos condenados? Afinal, a raça humana caiu em pecado e ninguém consegue fazer sempre o "bem".

 

Em condições "normais" sim, seriamos todos condenados. 

 

Mas Deus, pelo seu amor e misericórdia para connosco, entregou o seu filho Jesus Cristo para pagar pelos nossos pecados.

 

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

 

Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.
Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.
Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.
Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força.

1 Coríntios 15:21-24

 

E você, ainda está do lado da mentira [o Diabo], ou já passou para o lado da verdade [Cristo]?

 

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

João 14:6

Autoria e outros dados (tags, etc)

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.

Apocalipse 4:11

 

Negar a Deus é negar-nos a nós próprios. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Embora todo o homem tenha lá no fundo da alma a noção de um criador de todas as coisas [Romanos 1:19-20], esse Deus, a ter-se revelado de forma directa ao homem, sabemos que só na Bíblia ele o fez. Na Bíblia, este especifica quem é, os seus propósitos, e o quanto o pecado manchou o seu plano original. 

 

Devíamos, antes de tudo, através da Bíblia, tentar perceber o ponto de vista do criador do universo - e não olharmos somente para o nosso umbigo.

 

Devíamos antes perguntar: onde temos andado até hoje? Deus dá a resposta:

 

Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer.
Não há ninguém que entenda;Não há ninguém que busque a Deus.
Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis.Não há quem faça o bem, não há nem um só.

Romanos 3:10-12

 

Veja se você cabe dentro de todas estas práticas que Deus condena:

 

Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

Romanos 1:19-32

 

E agora uma auto-reflexão mais especifica:

 

Se Deus lhe desse a escolher entre obedecer à sua autoridade ou a escolher a sua própria independência sem ter que lhe prestar contas, o que você escolheria?

 

Faria como Adão, que indo na mentira de Satanás, escolheu ser independente e igual a Deus, desobedecendo à única regra que Deus lhe impôs? [Gênesis 3:4-5]

 

Como a Bíblia dá a entender, ateus de verdade não existem. O que existe é a negação e a revolta contra Deus.

 

Hoje o Diabo continua a exercer como nunca o seu poder de influência, continuando a dizer que tudo o que Deus diz ou impõe é simplesmente mau.

 

É na hora da aflição que os ateus logo surgem questionando a Deus e a querer pôr em causa a fé dos cristãos.

 

E, na verdade, há na Bíblia vários exemplos de homens de fé que tiveram momentos de crise por não entenderem o "mal" que Deus vinha a permitir. Foi o caso do profeta Habacuque.

 

O peso que viu o profeta Habacuque.
Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás? Gritar-te-ei: Violência! e não salvarás?
Por que razão me mostras a iniqüidade, e me fazes ver a opressão? Pois que a destruição e a violência estão diante de mim, havendo também quem suscite a contenda e o litígio.
Por esta causa a lei se afrouxa, e a justiça nunca se manifesta; porque o ímpio cerca o justo, e a justiça se manifesta distorcida.

Habacuque 1:1-4

 

E Deus lhe diz:

 

Vede entre os gentios e olhai, e maravilhai-vos, e admirai-vos; porque realizarei em vossos dias uma obra que vós não crereis, quando for contada.
Porque eis que suscito os caldeus, nação amarga e impetuosa, que marcha sobre a largura da terra, para apoderar-se de moradas que não são suas.
Horrível e terrível é; dela mesma sairá o seu juízo e a sua dignidade.

Habacuque 1:5-7

 

Um pouco mais à frente no livro, Habacuque, ainda sem perceber, ainda questiona:

 

Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal, e a opressão não podes contemplar. Por que olhas para os que procedem aleivosamente, e te calas quando o ímpio devora aquele que é mais justo do que ele?

Habacuque 1:13

 

Mas Deus lhe garante que há um dia determinado para repor a justiça:

 

Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo.
Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.
Eis que a sua alma está orgulhosa, não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá.
Tanto mais que, por ser dado ao vinho é desleal; homem soberbo que não permanecerá; que alarga como o inferno a sua alma; e é como a morte que não se farta, e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos.
Não levantarão, pois, todos estes contra ele uma parábola e um provérbio sarcástico contra ele? E se dirá: Ai daquele que multiplica o que não é seu! (até quando? ) e daquele que carrega sobre si dívidas!
Porventura não se levantarão de repente os teus extorquiadores, e não despertarão os que te farão tremer, e não lhes servirás tu de despojo?
Porquanto despojaste a muitas nações, todos os demais povos te despojarão a ti, por causa do sangue dos homens, e da violência feita à terra, à cidade, e a todos os que nela habitam.
Ai daquele que, para a sua casa, ajunta cobiçosamente bens mal adquiridos, para pôr o seu ninho no alto, a fim de se livrar do poder do mal!
Vergonha maquinaste para a tua casa; destruindo tu a muitos povos, pecaste contra a tua alma.
Porque a pedra clamará da parede, e a trave lhe responderá do madeiramento.
Ai daquele que edifica a cidade com sangue, e que funda a cidade com iniqüidade!
Porventura não vem do Senhor dos Exércitos que os povos trabalhem pelo fogo e os homens se cansem em vão?
Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar.
Ai daquele que dá de beber ao seu companheiro! Ai de ti, que adicionas à bebida o teu furor, e o embebedas para ver a sua nudez!
Serás farto de ignomínia em lugar de honra; bebe tu também, e sê como um incircunciso; o cálice da mão direita do Senhor voltará a ti, e ignomínia cairá sobre a tua glória.
Porque a violência cometida contra o Líbano te cobrirá, e a destruição das feras te amedrontará, por causa do sangue dos homens, e da violência feita à terra, à cidade, e a todos os que nela habitam.
Que aproveita a imagem de escultura, depois que a esculpiu o seu artífice? Ela é imagem de fundição que ensina mentira, para que quem a formou confie na sua obra, fazendo ídolos mudos?
Ai daquele que diz ao pau: Acorda! e à pedra muda: Desperta! Pode isso ensinar? Eis que está coberta de ouro e de prata, mas dentro dela não há espírito algum.
Mas o Senhor está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra.

Habacuque 2:2-20

 

O Diabo e o homem destruíram a criação original de Deus, e a partir do momento em que o pecado entrou no mundo, Deus como Deus pode utilizar os meios que bem entender para levar avante o seu plano. Um plano de redenção através do seu filho Jesus Cristo e da condenação de todos aqueles que rejeitaram toda a oferta de perdão através dele.

 

Mas, para além disso, o Diabo pode exercer uma influencia directa nas tragédias que acontecem no mundo. No livro de Jó, Satanás lhe destruiu tudo: os filhos, as fazendas e a saúde.

 

Começando a questionar a Deus precisamente na hora da sua aflição, este lhe respondeu:

 

Depois disto o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo:
Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento?
Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás.
Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência.
Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?
Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina,
Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?
Ou quem encerrou o mar com portas, quando este rompeu e saiu da madre;
Quando eu pus as nuvens por sua vestidura, e a escuridão por faixa?
Quando eu lhe tracei limites, e lhe pus portas e ferrolhos,
E disse: Até aqui virás, e não mais adiante, e aqui se parará o orgulho das tuas ondas?

Jó 38:1-11

 

Jó nem fazia ideia que tinha sido obra de Satanás!

 

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.

1 Pedro 5:8-9

 

Como diz Pedro, na hora da aflição, o cristão deve se manter firme na fé, sabendo que todas estas coisas têm que se cumprir, mas que são passageiras:

 

E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.
E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.
Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.
Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

Apocalipse 21:4-8

 

E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.

Apocalipse 20:10

 

Por fim, faço uma última pergunta: porque o próprio filho de Deus veio ao mundo em carne e experimentou as dores e as aflições do pecado naquela maldita cruz do calvário?

 

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.
Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.
Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido.
E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.
Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão.
Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si.
Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.

Isaías 53:4-12

 

Como disse o profeta Habacuque, Deus é tão puro de olhos que não pode ver o mal. Logo, apesar de nos querer perdoar, o seu sentido de justiça impossibilitava um perdão passando por cima de todos os nossos pecados. O filho de Deus assumiu a culpa do pecado que entrou em Adão e que se multiplicou por toda a raça humana. Deus descarregou no seu filho a justiça que o pecado impunha, e todo aquele que nele crer está assim justificado.

 

Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.

Romanos 5:12

 

Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.

1 Coríntios 15:21

 

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

João 3:16-18

 

Se crer em Cristo como seu senhor e salvador, você está justificado e tem paz com Deus. Até mesmo na hora da aflição.

 

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.
Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.
Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.
Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.
Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.

Romanos 5:1-10

 

Assim, o que você fará com esta mensagem? Você continuará a pôr a soberania de Deus em causa continuando no pecado, ou fará como Habacuque que acabou por dar graças a Deus na hora da aflição depositando em si toda a sua confiança?

 

Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;
Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação.
O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas. (Para o cantor-mor sobre os meus instrumentos de corda).

Habacuque 3:17-19

 

 

 

Nota: O livro de Habacuque mais especificado pelo Pastor Augustus Nicodemus.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

deserto.jpeg

De forma muito resumida, o livro de êxodo relata o facto de Deus ter permitido que o seu povo fosse levado para o Egipto e fosse lá escravizado, até que utilizou Moisés para o libertar, tendo esse mesmo povo passado pelo meio das águas, enquanto que quem os perseguia (as tropas egípcias) foram engolidos pelas águas, ficando assim definitivamente "libertos" do Egipto.

 

Apesar de libertos, tiveram que passar 40 anos no deserto até chegarem à sua terra, enquanto que do céu caía o maná e bebiam de uma mesma rocha.

 

E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo.

1 Coríntios 10-4

 

Como se pode imaginar, viver uma "vida" caminhando pelo deserto (e com todas as dificuldades que um deserto impõe), sem saber para onde iam e quando chegariam, obviamente que não foi fácil. Aliás, foi certamente muito difícil.

Por um lado "libertos", mas por outro, ainda a sofrer.

 

Fazendo uma analogia com o cristão, talvez Deus queira aqui passar uma mensagem.

 

Ou seja, um Cristão é liberto do pecado e do Diabo e passa para o lado de Deus e de Cristo, mas ainda nesta vida, continuará a sofrer as consequências de um mundo de pecado, e normalmente a vida do cristão ainda se torna mais difícil, mas, sempre com o ânimo de que tudo passará, pois está-lhe garantida a vida eterna.

 

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

João 16:33

 

Mas depois...

 

E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.

Apocalipse 21:4

 

pedro-foi-o-primeiro-papa-5-728.jpg

Mas enquanto caminharmos pelo deserto, temos a rocha que dá sentido à nossa vida e que a sustenta.

 

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Romanos 5:1-5

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.
E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;
E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.
Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.
Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo,
E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.
Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.
Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.
E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.
Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.

Mateus 4:1-10

 

Para já não podemos confundir "adorar" com "amar". O plano que Deus tem para o homem passa precisamente por nos amarmos uns aos outros. O próprio Senhor nos diz para nos amarmos uns aos outros - até os nossos inimigos.

 

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.

Mateus 5:43-48

 

Como diz o Senhor - Deus é perfeito. Ele é eterno. É o criador de todas as coisas por sua única e exclusiva vontade.

 

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.

Apocalipse 4:11

 

Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.

Apocalipse 22:13

 

Ou seja, Deus é o centro do universo. Ele é.

 

Deus é quem determina o que é o "bem" e o "mal". E tudo o que não vai de encontro à sua vontade é pecado.

 

E, o homem pecou. E por ter pecado, a criação de Deus foi adulterada, e as consequências estão ai.

 

Quem for para o céu, estará lá exclusivamente pelo sangue que Cristo derramou na cruz.

 

Um exemplo: se o Cristiano Ronaldo for para o céu, ele não lá estará por ter sido um grande jogador ou por ter feito muita caridade. Estará lá, como já disse, pelo sangue de Cristo. Lá ele não será "adorado". Será como nós, um então pecador que precisou de Cristo para não ir para o fogo eterno.

 

Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?

Mateus 16:26

 

Só Deus, nomeadamente a figura de Cristo, será digna de adoração. Ele será a nossa única "referência".

 

Só ele é digno de adoração porque é Deus. E como Deus se fez homem para nos salvar.

 

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.

Filipenses 2:5-8

 

No céu vamo-nos amar uns aos outros, como também amaremos a Cristo. Mas "adorar", só a ele.

 

Se ainda não percebeu vamos a um exemplo prático:

 

Você ama os seus pais, irmãos ou filhos, certo? Mas não se ajoelha perante eles para adorá-los, certo? Ora aí está...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

  • Do lado aberto de Adão Deus extraiu a costela da qual formou sua esposa. Do lado aberto de Jesus saíram o sangue e a água que expiaram o pecado e purificaram uma esposa (a Igreja) para si.
  • Um animal foi sacrificado no Éden para cobrir com sua pele a nudez de Adão e Eva. Jesus foi sacrificado na cruz para cobrir o pecado do homem.
  • Enquanto Caim tentava agradar a Deus com o fruto de seu trabalho, Abel sacrificou um animal inocente e conquistou o agrado de Deus. Jesus, o Cordeiro de Deus, foi o único sacrifício que poderia agradar a Deus.
  • Enquanto Deus destruía o mundo com um dilúvio, uma arca preservava Noé e sua família da morte. A arca é uma figura de Cristo, que nos livra da ira futura.
  • Abraão subiu o monte acompanhado de seu filho Isaque, o qual levava nas costas a lenha do holocausto de si mesmo. Jesus foi ao monte calvário carregando sua cruz de madeira sobre a qual seria oferecido em sacrifício a Deus.
  • José, o filho preferido de seu pai Jacó, foi vendido por seus irmãos, dado como morto, e ressurgiu no Egito para salvar seu povo. O Filho de Deus, Jesus, foi traído por seus irmãos judeus, morreu e ressuscitou para estabelecer seu Reino futuro.
  • Jonas, para salvar os marinheiros da morte, assumiu sua culpa e deixou-se lançar ao mar, ficando três dias e três noites preso no ventre do grande peixe. Jesus, ao assumir a culpa por nossos pecados, foi lançado na morte e seu corpo ficou três dias e três noites no seio da terra antes de ressuscitar. 
  • Moisés foi lançado nas águas da morte quando bebê para ressurgir mais tarde como libertador de seu povo. Jesus morreu por nossos pecados e ressuscitou para nossa justificação.
  • O cordeiro que foi morto e cujo sangue foi passado nas obreiras das portas dos israelitas no Egito para livrá-los do castigo divino é figura do Cordeiro de Deus, cujo sangue garante a libertação de nossos pecados.
  • O pequeno e indefeso Davi venceu o gigante Golias e libertou Israel dos filisteus. O fraco e abatido Jesus com sua morte venceu Satanás e libertou todos os que estavam presos pelo diabo.

Fontehttp://pintorcelestial.blogspot.pt/2008/06/o-sol-brilha-ou-nao.html

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.