Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Antes santificai a Cristo, como Senhor, nos vossos corações; e estai sempre preparados para responder, com mansidão e temor, a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós. 1 Pedro 3:15


... e os pecados são consequência de sermos pecadores por natureza.

Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.

Salmos 51:5

 

No jardim do Éden, Adão e Eva [toda a raça humana ali representada], desobedeceram à única regra que Deus lhes impôs. Foi como um acto de justiça tanto para Deus como para Adão e Eva, visto que do ponto de vista do homem não seria justo ser um ser "robotizado", e do ponto de vista de Deus o homem seria sem "graça alguma", pois nunca estaria a receber amor verdadeiro da sua criação.

 

"Não comer" da árvore do conhecimento do bem e do mal seria uma prova da fidelidade do homem. Mas o homem, também seduzido pela tentação do Diabo, achou que era mais feliz sem Deus por perto e seguindo o seu próprio caminho.

 

Ao concretizar o pecado [o pecado é a ausência da lei natural de Deus] houve uma separação entre Deus e o homem.

 

Logo, o homem nasce pecador. Faz parte da sua raça ter o pecado no seu corpo.

 

Sendo nós pecadores, fazemos coisas contrárias à lei de Deus como diz Paulo na sua carta ao Romanos:

 

Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

Romanos 1:29-32

 

 

Mas Deus, sendo Deus, naturalmente que consegue ser superior a tudo isto. Porque com amor ele criou todas as coisas, e com amor ele continuou a amar toda a sua criação:

 

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

 

Ou seja, com um sacrifício de reconciliação, o homem podia mais uma vez escolher entre ser filho de Deus ou morrer pecador sem essa reconciliação. Deus, na pessoa de Cristo, pagou a dívida do pecado.

 

Mais uma vez, ninguém é salvo da morte e do juízo porque sim, porque ninguém pode ser obrigado a gostar de Deus e da pessoa de Cristo.

 

Todos nós temos que tomar uma opção por ele, e da mesma forma que o homem nasce pecador, é durante esta mesma vida que o homem tem que fazer as pazes com Deus e assim, nascer de novo:

 

E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.

João 3:1-7

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D